Premier League + recorde de receita + lucro = Chelsea no azul em 2016-17

che_1

O Chelsea anunciou uma receita-recorde de £ 329,1 milhões (+9,8%) para a temporada 2016-17 — cifra que, provavelmente, reconfirmará o clube no TOP 10 de faturamento mundial —, com lucro de £ 15,3 milhões.

che_4

Boa parte desse resultado veio de broadcasting, já que a Premier League 2016-17 ativou o mega-contrato de TV para o triênio 2016-19 (avaliado em mais de £ 4,5 bilhões, o maior do futebol mundial), e o Chelsea, como campeão, teve direito à maior fatia. A diversificação do portfólio comercial — destacando o patrocínio aos uniformes de treino junto à Carabao — também ajudou.

che_2

O único dos “três pilares” de receita que não cresceu foi o matchday, já que, sem competições da UEFA no calendário, a torcida blue teve menos jogos para assistir. O saldo positivo no mercado de transferências (+£ 62,9 milhões) fechou a conta para cima — revertendo, inclusive, uma perda operacional.

che_3

E as previsões para o balanço de 2017-18 são otimistas. Primeiro porque o clube deu início ao seu acordo com a Nike — um dos cinco maiores do futebol de clubes mundial. Segundo porque a UEFA Champions League voltou a Stamford Bridge — e, até agora, o clube já garantiu, só em prêmios por desempenho, € 37,7 milhões. E terceiro porque todos os investimentos para o futuro estádio blue são realizados em uma operação à parte.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Futebol Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *