Sem dívida, com lucro: em 1 temporada, o futebol popular virou o jogo no Newport County

newport 001

Quando dizemos que a propriedade popular é uma realidade no futebol, não falando sobre romantismo, saudosismo e outros “ismos” afins. Referimo-nos, também — e sobretudo —, a perfil e resultados administrativos. É o que nos demostram os apaixonados pelo Newport County AFC, clube galês que compete na Sky Bet EFL 2 (Quarta divisão) inglesa.

Controlado pela associação de torcedores Newport County AFC Supporters Trust—NCST desde 30 de setembro de 2015, o clube precisou de apenas mais nove meses — ou seja, até o final da temporada 2015-16 — para transformar um prejuízo de £ 676,9 mil num lucro de £ 339,5 mil (desconsiderados os impostos). Que, por sua vez, é a consequência de um incremento nas receitas (de £ 1,97 milhão para £ 2,04 milhões) e de uma queda redução brusca nas perdas operacionais (de £ 760 mil para £ 360 mil).

newport 002

A construção desse resultado começou na compra do clube pela NCST, que desembolsou £ 236 mil (£ 41 mil a mais do que o necessário). O maior impulso, porém, veio das janelas de transferência — com destaque para a venda do jovem defensor Reegan Poole ao Manchester United, que valeu £ 723 mil aos cofres dos exiles. O campo ajudou: além de se manter na Sky Bet EFL 2 (divisão profissional), a classificação à terceira fase da The Emirates FA Cup rendeu £ 112,5 mil apenas em prêmios. E o clube ainda contou com uma fatia de £ 200 mil dos solidariety payments da Premier League às divisões menores (uma distribuição de parte do estratosférico acordo de TV ativado nesta temporada).

newport 005

Dessa forma, o Newport County saiu de uma dívida de quase £ 300 mil para um superávit de £ 270 mil. E tudo com uma das menores bases de torcedores do futebol profissional da Inglaterra (afinal, a cidade de Newport conta com apenas pouco mais de 145 mil habitantes). De quantos outros exemplos como esse vamos precisar para perder o medo do futebol popular aqui no Brasil?

newport 000

l

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagem: Divulgação.

Category: Marketing