Se FutMKT comandasse o FIFA Fan Award, essas torcidas também estariam na disputa

fifa

No próximo dia 9, a FIFA realizará a entrega do seu primeiro THE FIFA FAN AWARDS — um dos muitos prêmios criados pela entidade após o final de sua parceria com a France Football —, que reconhece o protagonismo do torcedor durante 2016. A escolha está sendo feita via votação popular. E, como já destacamos no nosso Facebook, as ações em disputa são:

— a chuva de brinquedos que a torcida do ADO Den Haag promoveu para as crianças de um hospital de Roterdã, durante uma partida contra o Feyenoord;

— as torcidas de Liverpool e Borussia Dortmund cantando “You’ll Never Walk Alone” juntas, em Anfield, antes do duelo decisivo pelas quartas de final da UEFA Europa League;

— e o Clap-Tak da Islândia, uma das muitas marcas populares da UEFA EURO 2016, na França.

den-haag-fans-toys

Boas escolhas? Excelentes. Mas, como em toda short list, sempre há a impressão de que os concorrentes poderiam ser outros. Por isso, FutMKT resolveu brincar de FIFA (mas só nessa parte) e pinçar outros grandes momentos das arquibancadas que poderiam estar nessa dissputa. Cofira abaixo. E se, ainda assim, você achar que esquecemos alguém, indique nos comentários, ok?

l

DYNAMO DRESDEN
3. Liga (Alemanha)

(Ok, esta não é propriamente de 2016 — mas integrou a temporada 2015-16.) 32.085 lugares. Já imaginou cobrir todos esses lances de arquibancadas com um bandeirão? Pois a torcida do Dynamo Dresden imaginou e fez. Após mais de dois anos (sim, mais de dois anos) de planejamento e uma série de ensaios secretos no Stadion Dresden — o que fez a ação ser batizada como Projekt X —, os fanáticos aproveitaram um dérbi contra o Magdeburg para exibir, em 12.250 m2, mensagens Die Legende aus Elbflorenz (“A lenda da ‘Florença do Elba’” — como a cidade de Dresden é conhecida) e Der Verein mit den besten Fans (“Os melhores fãs.”). Nunca se viu nada nessas proporções no futebol europeu, quissá mundial. E tudo financiado pela própria torcida, através de coletas e venda de produtos. Resultado: o clube, que estava escondido na Terceirona da Alemanha (atualmente joga na 2. Bundesliga), ganhou todas manchetes possíveis, dentro e fora do país.

l

WIGAN/IRLANDA DO NORTE
Football League 1 (Inglaterra)/EURO 2016

Sejamos justos: antes de se tornar o hit do verão francês na UEFA EURO 2016, “Will Grigg’s On Fire” — uma versão de “Freed From Desire”, do grupo dance italiano Gala — embalou o título do Wigan Athletic na Terceirona inglesa (atual Sky Bet EFL 1). Uma homenagem das arquibancadas do DW Stadium ao centroavante norte-irlandês Will Grigg, artilheiro do torneio com 28 gols.

Na EURO 2016, com a debutante Irlanda do Norte, “Will Grigg’s On Fire” subiu de status: mesmo sem Will Grigg em campo (não jogou um minuto sequer, nem por engano), o tema foi ouvido em todas as partidas dos norte-irlandeses e na maioria dos estádios da França — ou seja, foi cantado, com as devidas adaptações, também quando outras seleções jogavam. Nem as versões de “Y Dale Alegría A Mi Corazón”, do argentino Fito Paez, que embalam dez entre dez clubes na busca pela Conmebol Libertadores, conseguiu uma penetração popular como essa.

E se a canção mexeu até com Eric “The King” Cantona, bem, quem somos nós para questionar? Will Grigg’s on fire. Your defense is terrified. Uh. La-la, la-la, la-la-la, la-la-la, la-la.

l

GO AHEAD EAGLES
Eerste Divisie (Holanda)

O Go Ahead Eagles precisva vencer o NAC Breda para continuar perseguindo os play offs de acesso à Eredivisie. Mas, no 61º minutos da partida (aos 16 minutos do segundo tempo, portanto), a torcida esqueceu-se do jogo e passou a aplaudir o goleiro adversário, Jelle ten Rouwelaar. O motivo? Ele havia perdido sua mãe, de 61 anos, naquela semana. Um gesto tocante – e que, de certa forma, embalou o clube rumo à elite, onde está hoje.

l

chape-4

E para finalizar: se a cerimônia do FIFA Fan Award fosse nossa, nomearíamos como campeões de honra os torcedores do Atlético Nacional e as torcidas de Curitiba e todo o Brasil que prestaram suas homenagens à Chapecoense. Justo, não?

l

Hors concours 1
ATLÉTICO NACIONAL

Não temos palavras para descrever o que os verdolagas, e todo o povo colombiano, fizeram pela Chapecoense e por nós, após aquela tragédia que buscamos superar mas, infelizmente, jamais saberemos nos esquecer. Por isso, em vez de escrever, vamos (re)ver.

l

Hors concours 2
ESTÁDIO COUTO PEREIRA

Se nada daquilo houvesse acontecido à Chapecoense, temos certeza de que a festa do jogo decisivo da Copa Sul-Americana teria sido exatamente assim: uma festa, com o abraço de todas as torcida de Curitiba e a torcida de todo o Brasil.

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagem: Divulgação.

Category: Marketing