PSG em: “10 dias com Neymar Jr. — Uma história que já deu certo”

neymar5

Quantas coisas podem mudar em apenas dez dias? No caso da tabelinha entre PSG e Neymar Jr., tudo. Entre o dia de sua apresentação no Parc des Princes (5) e o day-after da estreia, fora de casa, contra o Giungamp (14) — em que foi protagonista, com uma assistência e um gol —, o brasileiro cravou números e resultados que já lançaram o clube a um novo patamar — e que deverão puxar para cima também a Ligue 1 Conforama. Vamos a eles?

l

VENDAS

neymar1

Atualmente, 90% das camisas vendidas pelo PSG são de Neymar Jr. Estima-se que o craque já tenha vendido 20 mil peças (sendo 10 mil apenas no primeiro dia), com impacto estimado de € 2 milhões — valor que, como já aprendemos aqui, vai muito mais para a fornecedora esportiva (no caso, a Nike) do que para o clube.

l

ARQUIBANCADAS

neymar2

Na última temporadas, a média de público do PSG na Ligue 1 foi de 45.317 torcedores (94,5% de ocupação). Em sua apresentação, Neymar Jr. elevou esse número para 46.898 (97,8%) — resultado melhor do que qualquer média de público geral do clube nos últimos cinco anos; e para a estreia em solo parisien a expectativa é de sold out.

neymar3

Mais do que isso: a presença de Neymar Jr. causou um “leve overbook” no estádio Roudourou de Giungamp, que, com capacidade registrada para 18.250 espectadores, recebeu 18.378 — o novo recorde do local. Uma amostra do porquê de a Ligue 1 esperar que sua ocupação salte de 70% para 90% tendo o craque como atração.

l

DIGITAL

Considerados todos os seus perfis (inclusive os específicos para o público Brasileiro), as mídias sociais do PSG ganharam pouco mais de 2 milhões de novos seguidores desde o anúncio oficial de Neymar Jr. — um dia antes do período que estamos analisando aqui. De lá para cá, o site dos parisiens (também em diferentes idiomas) passou a ser visitado sete vezes mais.

Destacamos também o canal do PSG no Youtube, que já conta com a presença de Neymar Jr. em todas as seções — com direito a uma lista exclusiva, que, com apenas oito vídeos, beira 2 milhões de views.



Neymar Jr. também vem municiando seus rivais. O Giungamp, por exemplo, aproveitou para promover a Salaun Holidays, sua operadora de turismo oficial — que, curiosamente (ou não), oferecia uma viagem a Barcelona.

Já na conta oficial em português da Ligue 1 no Twitter, comentários, likes e retweets nas estrelas. Só no domingo, 15 posts citavam e/ou continham pelo menos uma imagem do Neymar Jr. — sem contar a enquete do #CraqueL1 da rodada, em que o brasileiro recebeu 77% dos 2.085 votos computados.

l

IMPRENSA


neymar

A França é conhecida por ter aquele que, para muitos, é o melhor diário esportivo do mundo: o L’EQUIPE. “Começou o encanto”, dizia sua manchete no dia seguinte à estreia vitoriosa de Neymar Jr. contra o Giungamp. Furor também na Bretanha, onde os 80 postos de imprensa do estádio Roudourou receberam mais de 200 credenciamentos. E (nem seria preciso dizer, mas) com o craque como pauta, jornais — em papel e nos suportes digitais — estão sendo consumidos como se não houvesse amanhã.

E ainda sobre imprensa — mas já “invadindo” a seara dos direitos de TV: a Rede Globo (“apenas” uma das maiores redes de TV e conteúdo jornalístico da América Latina) interrompeu, com inserts, flashes em tempo real e aviso de gol (a famosa “bolinha” que aparece na tela), um jogo do Campeonato Brasileiro — o seu principal produto esportivo e de entretenimento —, para destacar a estreia de Neymar Jr. no PSG, integrando a transmissão do seu canal a cabo, SporTV. É pouca moral?

l

neyma4

Se Neymar Jr. fez tudo isso em apenas dez dias, o que terá feito até o final da temporada — apenas a primeira das cinco que ele deve passar em Paris? Aqueles € 222 milhões de sua transferência junto ao Barcelona serão amplamente pagos. É o negócio do século.

l

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: CamisasMarketingNegóciosRedes Sociais