Neymar Jr. é a senha para valorizar os direitos de transmissão da Ligue 1

psg3

Há quem apelide, pejorativamente, Neymar Jr. de “Neymídia”. Mas para Ligue de Football Professionel-LFP, isso é um diferencial de mercado. O craque do PSG é a garantia de (muita) valorização para os direitos de transmissão da Ligue 1 Conforama no quadriênio 2020-24. Tanto que a concorrência oficial, que aconteceria ainda este ano, ficou para 2018: espera-se por propostas maiores.

psg

“Maiores ‘quanto’?” A expectativa da LFP é pular dos atuais € 726,5 milhões para € 1,5 bilhão anual no mercado doméstico (atualmente na mão do CANAL+). Para as transmissões internacionais, tudo certo acertado: a beIN — canal da agência beIN Sports, que regula a concorrência de mídia — reajustou o valor de € 32,5 milhões para € 80 milhões a partir de 2018-19, e ficará até 2023-24. Ou seja, considerando apenas esses números, estamos falando de € 6,5 bilhões em seis anos. Fora o “excedente” pela Domino’s Ligue 2 (Segundona).

“Mas Neymar Jr. vale mesmo tudo isso?” Hoje (agora, neste momento), sim. Já dissemos aqui, o primeiro impacto do brazuca parisien nas TVs francesa e — como exemplo de mercado internacional — brasileira, foi avassalador. No canal de YouTube da Ligue 1, não foi diferente. E, no final de outubro, o PSG divulgou uma parcial do “efeito-Neymar” nos seus canais:

— +120 mil novos inscritos no YouTube;

— +734 mil novos seguidores no Twitter;

— +1,4 milhão de novos fãs no Facebook;

— +1,7 milhão de seguidores no Instagram (superando a marca de 10 milhões);

— o dobro de visitas no site oficial; e

— +800% de audiência online na Coreia do Sul.

psg

Neymar Jr. está apenas na primeira de suas cinco temporadas com o PSG. Se futebol é momento, essa é a hora certa para a LFP surfar na onda “Neymídia”.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: MarketingMercadoNegócios