SOCIAL POST | Como o Monaco conversa e se envolve com a sua torcida brasileira

monacao

Como você já notou, FutMKT é palpiteiro. Como amantes do futebol, acompanhamos sempre os trabalhos dos clubes e ligas que mais se destacam mundo afora, fazendo questão de dar o nosso pitaco sempre que possível. E com as redes sociais, uma de nossas paixões, não é diferente.

Aqui, no nosso time, contamos com craques — sem modéstia: são craques, mesmo — que labutam no dia a dia de grandes marcas e veículos ligados ao esporte. Por isso, quando vamos um trampo interessante, sentimo-nos no dever de compartilhar com você. E o case de hoje é muito bom: a approach de comunicação do AS Monaco para o Brasil.

 

 

Bem, não é novidade que os clubes da Europa estão de olho na sua “fatia” de fãs brasileiros — que têm crescido exponencialmente com a visibilidade dos campeonatos internacionais nos canais de TV fechada. E se alguns clubes geram engajamento por aqui prioritariamente através de seus grandes craques e conquistas recentes (casos, por exemplo, de Barcelona, Real Madrid, Bayern, Manchester United e Chelsea, apenas para citarmos alguns), outros cativam suas comunidades brazucas com conteúdo.

 

 

O Monaco começou a surfar nessa segunda onda na pré-temporada 2015-16, quando firmou uma parceria digital com o Cruzeiro. Não foi por acaso: um ano antes, o clube freou sua “política noveau riche” de disputar com o PSG quem gastava mais em contratações na Ligue 1. Teoricamente sem imagens (ainda que tenha recuperado Falcao “El Tigre” García recentemente), os monégasques priorizaram as mensagens. E entenderam, brilhantemente, que a imagem é o meio.

 

 

 

 

 

 

Os perfis “BR” do Monaco se adaptaram à linguagem do torcedor brasileiro: solta, irônica, debochada (para o bem, claro), descontraída, bem-humorada — enfim, brazucas monegascos se enxergam nas páginas. E o clube aproveita absolutamente tudo: trechos de músicas, gírias, memes, o que for. É tão zoeiro quanto boleiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

Muitas postagens do Monaco também aproveitam o calendário (nota: rede social tem que ser atual). E, recentemente, o clube ganhou um grande trunfo para interagir com o público brasileiro: a contratação do ex-flamenguista Jorge, que se juntou a Jemerson e Fabinho.

 

 

 

 

 

 

 

Imaginamos, naturalmente, que o “Monaco BR” tenha feito um benchmarking de primeira, sentindo o pulso de clubes brasileiros que utilizam muito bem uma linguagem mais popular, como Corinthians e Botafogo, e, mais recentemente, Palmeiras, Chapecoense e Bahia. E não é exagero dizer que o trabalho atual do Monaco junto à sua comunidade canarinho também influenciou outros clubes europeus em busca de visibilidade por aqui — como, por exemplo, o Wolfsburg.

 

 

Fica, então, o aprendizado: não é porque o trabalho de conteúdo é sério, e o relacionamento com o torcedor é seríssimo, que a comunicação precisa ser “sisuda”. Há espaço para uma linguagem mais leve, adequada às características de quem vai ouvir (ler). Afinal, a rede social serve para entrarmos na conversa, certo? #FicaADica para os nossos gestores de social. Valeu?

ASM7

Imagem: Divulgação

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter | instagram

Category: MarketingRedes Sociais