Mengão da Libertadores à Sul-Americana: perdas imediatas X ganhos futuros

mengo1

Na última quarta-feira (17), o Flamengo encerrou sua participação na CONMEBOL Libertadores Bridgestone como terceiro colocado do Grupo 4, “caindo” assim para a CONMEBOL Sul-Americana. Uma frustração que vai doer também nos cofres da Gávea.

Logo de cara, o Mengão deixará de ganhar US$ 450.000 (R$ 1,485.000 sendo US$ 1,00 = R$ 3,30), que representam a diferença entre os US$ 750.000 (R$ 2.475.000) pagos pela participação nas oitavas da Libertadores e os US$ 300.000 (R$ 990.000) que o clube receberá pela estreia na 2ª Fase da Sul-Americana. E essa diferença só crescerá.

libertadores-img

Para que se tenha ideia, um eventual título da Sul-Americana valerá ao Flamengo, no máximo US$ 3.675.000 (R$ 12.127.500 — sendo: US$ 300 mil na 2ª Fase; US$ 375.000 nas oitavas; US$ 450.000 nas quartas; US$ 550.000 nas semifinais; e US$ 2.000.000 pela taça). E esse prêmio que representa:

— pouco menos do que o dobro do US$ 1.800.000 (R$ 5.940.000) que o clube faturou só na participação na fase de grupos da Libertadores;

— apenas US$ 175.000 (R$ 577.700) a mais do que o rubro-negro embolsaria se chegasse às quartas da Libertadores; e

US$ 4.075.000 (R$ 13.447.500) a menos do que um campeão da Libertadores que também tenha começado sua campanha na fase de grupos.

conmebol-sudamericana_0_0

À priori, o cenário desmotiva. Mas, para nós, o Flamengo deve dar à Sul-Americana o status de uma “Copa do Brasil premium”. Porque, além de ser um título de projeção internacional, pagar um pouco mais do que o torneio doméstico (R$ 12.127.500 contra o máximo possível de 11.745.000 para o clube) e também classificar para a Libertadores 2018 — que promete uma grande valorização em suas cotas de premiação —, nosso segundo troneio continental permite:

— decidir os títulos da Recopa, Suruga Bank e Euroamericana, com ganhos que variam entre US$ 1.000.000 (R$ 3.300.000, caso seja vice em todas) e US$ 1.450.000 (R$ 4.785.000, conquistando todas); e

— entrar diretamente nas oitavas de final da Copa Continental Pneus do Brasil 2018, que terá valor médio de R$ 2,5 milhões por jogo e terá a maior premiação da América Latina.

guerrero

Ou seja: em dez jogos, o Flamengo tem a chance de reverter, entre 2017 e 2018, o desfalque de receita causado pela eliminação precoce na Libertadores. É esperar para ver como o clube e a torcida enxergarão essa oportunidade.

l

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagem: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Marketing