Flamengo x Independiente | As rivalidades de marketing na final da #SulAmericana

suda_1

Amanhã (6), Flamengo e Independiente começam a decidir a edição 2017 da CONMEBOL Sul-Americana. O rubro-negro, que “caiu” da fase de grupos da CONMEBOL Libertadores Bridgestone, tenta dar a volta na temporada. O rojo, ganhador contumaz de troféus continentais, busca o bi (tendo como inspiração a final da saudadosa Supercopa de 1995, em que derrotou justamente o Mengão). E, assim como fazemos para as finais da UEFA, levantamentos algumas rivalidades — de marketing — que marcam o confronto. Vamos nessa?

l

1. PREMIAÇÃO

indep_0

Contando só a Sul-Americana, o Independiente, que disputa desde a primeira eliminatória, supera o Flamengo, que, vindo da fase de grupos da Libertadores, estreou na segunda etapa: US$ 1,925 milhão (R$ 6,237 milhões sendo US$ 1,00 = R$ 3,24) contra US$ 1,675 milhão (R$ 5,427 milhões). O título pagará US$ 2 milhões (R$ 6,48 milhões), enquanto o vice ficará com US$ 1 milhão (R$ 3,24 milhões). E o campeão ainda conta com “ganhos futuros”, já que participará da CONMEBOL Recopa, Suruga Bank e Euroamericana, além de ter vaga garantida na fase de grupos da próxima Libertadores.

l

2. VALORES DOS ELENCOS

fla_flu_003

De acordo com o site Transfermarkt, o Flamengo começou sua campanha continental — primeiro na Libertadores, depois na Sul-Americana — com um plantel avaliado em € 75,2 milhões (ou R$ 293,28 milhões, sendo € 1,00 = R$ 3,90). Já o Independiente chegou à decisão com um elenco avaliado em € 48,1 milhões (R$ 187,59 milhões). No balanço operacional do mercado, porém, a vantagem é do rojo: € 8,23 milhões (R$ 32,09 milhões) positivos contra € 2,66 milhões (R$ 10,37 milhões) negativos.

l

3. SÓCIOS

indep_2

De acordo com o torcedômetro do “Futebol Melhor”, o Flamengo é o sexto maior quadro associativo do Brasil: são 104.837 adesões e, até o momento, o segundo maior crescimento de 2017 (28.509 novos sócios, sendo 4.763 desde a classificação para a final da Sul-Americana). O Independiente também supera os 100 mil associados, sendo que mais da metade deles ingressou no clube a partir de 2013/14 — a temporada em que o rojo sofreu no pergatório da B Nacional.

l

4. KIT DEAL

mengo_2

De um lado, a adidas, que entre maio de 2013 e 2023, terá investido cerca de R$ 380 milhões para vestir o Flamengo; do outro, a PUMA, que renovou seu vínculo com o Independiente neste ano, por pouco mais de US$ 7 milhões anuais até 2020. Aqui, não há disputa: só da Mengão.

l

5. MÁSTER DE CAMISA

mengo_1

Em 2017, o Flamengo teve o mais alto dos patrocínios da CAIXA: R$ 25 milhões fixos. Já o Independiente conta, desde agosto de 2014, com o aporte do grupo Correo OCA, num contrato — não sabemos se anual ou global — de AR$ 25 milhões (R$ 4,5 milhões, sendo AR$ 1,00 = R$ 0,18).

l

6. REDES SOCIAIS

O ranking consolidado de dezembro do IBOPE/Repucom apontou o Flamengo como o segundo maior social club do Brasil, com 19.5 milhões de seguidores entre Facebook, Twitter, Instagram e YouTube. No mesmo universo, o Independiente conta com cerca 886,7 mil fãs.

l

7. PÚBLICO NO ESTÁDIO

indep_1

Considerando apenas a Sul-Americana, a vantagem é do Independiente: média de 29.200 em cinco jogos, com 60,8% das arquibancadas ocupadas no Libertadores da América, contra 25.234 do Flamengo, utilizando dois estádios para seus quatro jogos — dois na Ilha do Urubu (45,2% de ocupação) e dois no Maracanã (52,5). O Mengão, porém, conta com um “adicional” da fase de grupos da Libertadores, sempre no Maraca: média de 53.999 espectadores, com ocupação de 68,4% de ocupação.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Imagem: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Marketing