DA RIVALIDADE À SOCIEDADE | Fundação Benfica veste a(s) camisa(s) da educação

benfica2

Está entre os objetivos da Fundação Benfica — o braço de responsabilidade social do Sport Lisboa Benfica: “constituir-se como parceira social do Estado e da sociedade civil”. Pressupondo, portanto, a compreensão de que a sociedade não é composta apenas por benfiquistas, mas também por portistas e sportinguistas (apenas para citarmos seus rivais de campo mais destacados), certo?

Bem, pressuposto e compreendido. Em sua nova campanha de fomento à escolaridade — que os cidadãos portugueses podem apoiar sem custo, via declaração do Imposto de Renda —, a Fundação Benfica tirou um poucos os holofotes de si mesma para declarar que “todas as crianças têm direito à educação, independentemente da cor, crença ou clube”. Vamos assistir e logo retomamos:

Retomando. Esse video é ousado. Além de trazer para o seu ambiente marcas concorrentes à adidas, sua fornecedora esportiva (o Porto veste New Balance e o Sporting, Macron), e “rachar” , ainda que por poucos segundos, a exposição de máster que seria apenas da Emirates (o Porto traz a marca da MEO e o Sporting da NOS — que, no fim das contas, também é parceira benfiquista), o Benfica fez tudo isso justamente através da camisa de seus rivais.

Vamos recordar, pela enésima vez (e nunca será demais), que a camisa é o maior vetor, não só de marketing, mas da identidade de um clube. É por ela que o adepto, o torcedor, torce. Porque é através da camisa, representado por ela, que o torcedor se vê em campo. Ao acolher — e essa é a palavra — as camisolas de seus rivais em sua camisa, o Benfica reconheceu o valor dos adversários e, por isso mesmo, exaltou a grandeza de sua marca.

E os próprios não-benfiquistas reconhecem essa atitude: apenas no Facebook oficial do Benfica, o filme mais acima ultrapassou as marcas de 2,6 milhões de views, 34 mil reações, 57 mil compartilhamentos (um deles pela página da Fundação Benfica) e 2 mil comentários — estes vindos de todas as partes de Portugal e do mundo, e sempre elogiosos. É mais uma prova de que o futebol pode, sim, ser um caminho para a transformação da sociedade. Não é só um jogo. Carrega Benfica.







l

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagem: Divulgação.

Category: CamisasMarketingRedes Sociais