Copa do Nordeste garantiu milhões ao Bahia. Em 2017 e 2018

bahia1

Demorou 15 anos, mas ontem (25), enfim, a torcida do Bahia soltou pela terceira vez o grito de campeão na Copa do Nordeste — a primeira conquista desde o relançamento oficial do torneio, em 2013. Uma alegria que, temos certeza, contagiou também o departamento financeiro tricolor.

bahia2

Ao levantar a #LampionsLeague, o Bahia embolsou R$ 2,85 milhões em prêmios (relembre as cotas) e R$ 300 mil em bônus da CAIXA — sua máster de camisa. E como campeão também de público (média de 16.949 espectadores por jogo), o clube consolidou a maior renda bruta do torneio: R$ 2.882573,00.

Supondo (repetimos: supondo) que a renda líquida — ou seja, descontados o Sócio-Torcedor, as despesas operacionais e outros gastos — seja de 55% (porcentagem do BaVi da semifinal), as arquibancadas da Itaipava Arena Fonte Nova terão entregue ao Bahia exatos R$ 1.585.415,15, resultando num total de R$ 4.735.415,15 (mais do que o triplo ganho com o vice do Campeonato Baiano).

lampions-1

Bom? Mas vai melhorar. Primeiro porque, como campeão, o Bahia já está garantido na edição 2018 da Copa do Nordeste, que deve ter sua cota geral de participação reajustada em 24%, chegando a R$ 23 milhões. E segundo porque, com o título, o tricolor da Boa Terra se garantiu nas oitavas de final da Copa Continental Pneus do Brasil 2018, que terá a maior premiação da América Latina, com valor médio de R$ 2,5 milhões por partida.

bahia3

Se o hino já prega que ninguém vence a turma tricolor em vibração, a parada será dura também no faturamento. Então, diz você: nosso Nordestão tem ou não tem valor?

l

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Com informações de: Blog do Cassio Zirpoli e App Globo Esporte. Imagem: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: MarketingMercado