Bundesliga vai repartir verba de TV entre elite e Segundona com critérios iguais

bunds004

Como já dissemos aqui, na próxima temporada será ativado o novo contrato de broadcasting (TV + palataformas digitais), que distribuirá € 4,64 bilhões (pouco mais de R$ 17,12 bilhões) no quadriênio 2017-21. E a novidade é que esse dinheiro não apenas para os cofres dos grandes. Por unanimidade, o Conselho do torneio decidiu que os clubes da 2. Bundesliga, a Segundona alemã, também participarão da divisão de verba, sob os mesmos critérios da elite. Vai funcionar assim:

FATIA 1: 70% do total serão divididos conforme as classificações das últimas duas temporadas na 1. Bundesliga e 2. Bundesliga. Assim, o primeiro clube receberá 1,69% e o último, 0,75% — lembrando que a conta é feita sobre € 1,16 bilhão (valor médio por temporada);

FATIA 2: 23% conforme os resultados dos últimos cinco anos, com os 36 clubes (18 na elite e 18 na Segundona) divididos em seis blocos de seis times cada. Em teoria, isso significa que ficar cinco anos seguidos em 4º lugar na 2. Bundesliga, e não subir, equivale a fechar em cinco anos seguidos 15º na elite, no limite do rebaixamento;

FATIA 3: 5% conforme as campanhas dos clubes nos últimos 20 anos; e

FATIA 4: 2% conforme a valorização de jovens jogadores (alemães até 23 anos e estrangeiros até 18).

bund

Com isso, a Bundesliga praticamente supera a prática de “paraquedas” para os rebaixados da elite — que, como você também viu aqui, causou uma distorção enorme nessa temporada entre Stuttgart e Hannover e os demais membro da atual Segundona. Nem na Premier League, onde há mais dinheiro, existe um sistema de distribuição tão justo. 7×1 à parte, ainda temos muito a aprender com os alemães, não?

Thiago Zanetin tem 31 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagens: Divulgação.

Category: MarketingMercado