Parma readquire velho logo, mas mantém nome e conceito atual

parma logo

Aos poucos, o Parma volta a ser aquele Parma que todos conhecemos. Na última semana, o clube voltou a ser dono do tradicional logo gialloblù crociato que o acompanhava desde 1913 e sobre o qual havia perdido os direitos após a falência da temporada 2014-15. O preço por 102 anos de história? € 250 mil, fora impostos atrasados e dívidas pré-bancarota.

Presente no estádio Enio Tardini em 2015-16, logo clássico do Parma esteve fora da camisa.
Presente no estádio Ennio Tardini em 2015-16, logo clássico do Parma esteve fora da camisa.

Junto com o logo, o Parma também recuperou os registros de “Parma FC” (seu nome antes da quebra) para suas propriedades digitais, como site oficial e contas nas redes sociais. O clube, porém, optou por manter a atual denominação de Parma Calcio, com que foi reconstituído e, logo em seu primeiro ano, foi promovido da amadora Serie D para a Terceirona e profissional Lega Pro. E não é difícil entender o porquê.

Novo momento: embora traumática, a falência fez o Parma descobrir sua vocação popular.
Novo momento: embora traumática, a falência fez o Parma descobrir sua vocação popular.

Após duas quebras (antes de 2015, o drama aconteceu em 2004), o agora Parma Calcio assumiu a missão que o velho Parma FC não conseguiu cumprir: devolver o futebol à cidade – como já está fazendo – e, principalmente, aos torcedores. Um conceito traduzindo em atitudes: de um lado, a torcida, mesmo em meio aos campinhos da Serie D, registrou uma das maiores vendas de carnês da Itália (mais de 10 mil, à frente de cinco clubes da Serie A TIM) na temporada de refundação; e, de outro, o próprio clube está cada vez mais aberto à participação popular em seu pacote de ações.

É um novo momento, que não poderia ser embalado por um nome antigo. Estamos falando sobre marketing, sim. Mais precisamente, sobre percepção: da mesma forma que o nome Parma AC (usado até 2004) ficou marcado por títulos e grandes jogadores, “Parma FC” representa um projeto promissor que naufragou e levou o povo crociato ao ponto mais baixo de sua história, descaracterizando-o de sua identidade. Parma Calcio é uma jornada em construção, que ganha valor a cada novo passo. Sob esse nome, a marca gialloblù crociata passa a ser, literalmente, uma marca de futuro, em que todos, das arquibancadas aos gramados, trabalham para retormar a história do bom e velho Parma.

parma 2

buffon

crespo

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagens: Divulgação.

Category: Marketing