Oficial: Atlético Mineiro troca PUMA por Dry World

dryworld-industries-atletico-mineiro

Já se sabia, no mínimo, desde setembro de 2015; mas a oficialização só veio hoje: o Atlético Mineiro encerrou seu vínculo com a PUMA para fechar com a newcommer canadense Dry World. De acordo com o site do clube, o acordo, válido por cinco temporadas, é o maior da história do clube e um dos três maiores do País – provavelmente o terceiro, atrás de Flamengo (adidas) e Corinthians (Nike), e à frente dos seus, agora, companheiros de portfólio Fluminense e Goiás.

O valor do contrato não foi divulgado, mas há tempos comenta-se que o Atlético receberá R$ 20 milhões por temporada; ou seja, R$ 100 milhões no total. Se a cifra realmente for essa, confirmará uma valorização sem precedentes no fornecimento esportivo atleticano, que, de 2010 a 2012, valeu R$ 8 milhões anuais com a Topper, saltou para R$ 12,5 milhões com a Lupo em 2013, e rendeu R$ 15 milhões por ano com a PUMA no biênio 2014-15 – período em que o “galo” foi o maior vendedor de camisas da marca na América Latina.

Dry-World-Atlético-MG

Os novos mantos atleticos serão apresentados no próximo dia 15 de fevereiro, bem em tempo para a estreia na Copa Bridegestone Libertadores. Antes, em seus compromissos pela Primeira Liga e Campeonato Mineiro, o clube deve estrear o patrocínio máster da Caixa, no valor de R$ 12,5 milhões para 2016. É o galo cantando alto nas receitas. E na visibilidade.

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagens: Divulgação

Category: MarketingNegócios