No Wigan, empresas locais e torcedores podem patrocinar jogadores

wigan-001

A cidade jogando junto com o clube. Essa é a proposta da ação “Player Sponsorship”, com a qual o Wigan Athletic oferece a empresas de toda a Wigan a possibilidade de patrocinar individualmente jogadores, membros da comissão técnica, e até ex-jogadores lendários e embaixadores do clube, ao longo da campanha de 2016-17 na Sky Bet EFL Championship, a Segundona inglesa.

A iniciativa, que obteve muito successo na última temporada — quando os lactics subiram como campeões da Sky Bet EFL 1 (Terceirona) —, oferece benefícios como:

– nome da pessoa ou logo da empresa ao lado da foto do jogador patrocinado nos match programs e em destaque no perfil do site oficial;

– camisa autografada do jogador;

– visita ao CT para conhecer o jogador; e

– 4 ingressos para o lounge do DW Stadium em jogo a escolher.

wigan-002

Como esperado, o norte-irlandês Will Grigg, herói popular da UEFA EURO 2016, foi um dos primeiros a ser patrocinado — pela fábrica de carpetes CW Flooring. Outro patrocínio de destaque é do meia Jordan Flores, que ganhou o aporte da associação de torcedores Wigan Athletic Community Trust. Dos 27 jogadores inscritos pelos lactics para a temporada, apenas nove ainda estão disponíveis: os zagueiros Jake Buxton, Kyle Knoyle, Andy Kellet, Luke Burke e Dan Burn; os meio-campistas Nathan Byrne e Shaun MacDonald; e os atacantes Kaiyne Woolery e Craig Davies.

Nas arquibancadas, mas em campo: no Hartlepool United, a torcida patrocina jogadores.
Nas arquibancadas, mas em campo: no Hartlepool United, a torcida patrocina jogadores.

A ação do Wigan é boa, mas seu modelo não é inédito. Em Hartlepool, os torcedores já patrocinam seus jogadores desde 2012. Outro exemplo? também em 2012, o AFC Wimbledon elegeu sócios como match sponsors). Mais um? quando ainda preparava sua chegada à Major League Soccer-MLS, o Orlando City criou o programa “City Alliance”, exclusivamente dedicado a empresas locais. No Brasil, o exemplo mais próximo é o movimento #OJogoÉSeu, com que o ABC criou e presenteou sua torcida com um jogo decisivo.

São ideias relativamente simples (à parte a do ABC, que é mais ampla), mas que geram identificação entre o clube a torcida e a cidade, além de, claro, mais receitas. Equipes de todos os portes deveriam se atentar a isso. Envolvimento local também faz parte do negócio.

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagens: Divulgação.

Category: Marketing