#LaUndecima | Como as marcas estão aproveitando a UCL do Real Madrid

ucl

A segunda contra o arquirrival. A 11ª na história. O Real Madrid repetiu 2014 e derrotou o Atlético de Madrid para aumentar a sua hegemonia como o maior campeão da UEFA Champions League. E enquanto merengues de todo o mundo fazem festa, o clube e suas marcas parceiras – e as não parceiras também – aproveitam para fazer marketing. Abaixo você confere algumas das principais ativações até aqui. Viu alguma que nós não vimos? É só mandar nos comentários que logo publicaremos.

ADIDAS. A undécima do Real caiu como uma luva para a adidas praticar o conceito da sua nova campanha #FirstNeverFollows (que, no Brasil, é trabalhada como #NemMeViu). No Twitter, jogadores patrocinados pela marca, como Marcelo e Benzema, replicaram o vídeo acima, com mensagens como “Quantas Champions o seu time tem?” – o tom de voz ideal para o novo conceito.


Houve, claro, uma menção a Zinédine Zidane, embaixador global da adidas que assumiu o Real Madrid no meio da temporada e, além de conquistar a Champions, consolidou a parceria ente a empresa e o clube – que, desde janeiro, vivem a expectativa de renovar seu vínculo por uma cifra bilionária. Já Gareth Bale “lançou” o novo mote para a próxima temporada: #APorLaDuoDécima.


NIKE. “Mas a Nike não tem relação alguma com o Real”. É verdade. Mas patrocina Cristiano Ronaldo. E foi das suas novas Nike Mercurial que saiu o pênalti decisivo para a undecima na noite de Milão. A chuteira, que tinha sido apresentada via aplicativo antes do jogo, foi lançada mundialmente hoje (29). Não dava mesmo para perder uma oportunidade como essa.

cr7


BWIN. Contrariando espectativas, a betting partner do Real Madrid não aproveitou o título para abrir novas apostas como “probabilidade de ganhar a 12ª em 2017″. A empresa, ao contário, parabenizou o clube, exaltou Zidane e disparou duas flechadas irreverentes contra os treinadores Rafa Benítez – que começou 2015-16 no banco merengue e terminou rebaixado para a Segunda inglesa, com o Newcastle; e Arsene Wengér – manager do Arsenal, francês como Zizou, mas que, ao contrário de seu compatriota, parece “condenado” a não vencer a Champions.





EMIRATES. Para conquistar um continente, é preciso atravessá-lo, certo? E o Real Madrid voou com a Emirates, não só em seu avião exclusivo como, principalmente, no patrocínio máster de camisa – que, até 2018, terá rendido um total de € 150 milhões aos cofres do blancos Santiago Bernabéu.


SPORTING. Esta foi genial. Em apenas um post, os “leões” de Lisboa parabenizaram o Real Madrid, exaltaram a sua base – afinal, são os formadores de Cristiano Ronaldo – e, ainda, fizeram propaganda do seu programa de sócios, do qual CR7 é o 100.000º membro.


MAHOU. Patrocinadora da dupla de Madrid, a cervejaria optou pela discrição. Afinal, não seria adequado exaltar um clube e correr o risco de “se queimar” com os torcedores do outro.

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Serie A e na Europa.

Imagens: Divulgação

Category: Marketing