La Rebelde | Clube Social do Colo-Colo lança camisa contra modelo “amarelado” oficial

colocolo 001

Em novembro de 2015, falamos sobre o manifesto do coletivo popular colo Colo de Todos, que convocava um boicote à nova camisa titular do clube, criada pela Under Armour e aprovada pela concessionária ByN – a S.A. que, desde 2005, administra os negócios relacionados ao futebol cacique. O motivo? O modelo traz detalhes em amarelo, contrariando 90 anos de tradição (relembre).

Apesar da avalanche de críticas, o manto foi lançado mesmo assim. E como fica o sentimento do torcedor? Quem respondeu foi o próprio Colo-Colo. Ou, por outra, a administração do clube social colocolino, que, em frontal oposição à ByN, produziu e lançou “La Rebelde”: uma camisa com quê de retrô, sem amarelo e com o primeiro logo da história do clube (branco e preto, como você já adivinhou).

colocolo 002

colocolo 003

A intenção, claro, é furar as vendas do modelo da Under Armour. Por isso, esse manto alternativo tem preços mais convidativos: CLP$ 14.990 (em torno de R$ 87,00) para sócios e CLP$ 19.990 (R$ 116,00) para a torcida em geral, contra CLP$ 42.990 (R$ 249,00) da camisa oficial. O primeiro lote foi lançado a seis dias e durou apenas algumas horas nas prateleiras. Um sucesso. “Mas assim o Colo-Colo não está comprometendo seus próprios roaylties?, você se pergunta. Aí, entramos no campo das suposições: se o clube tiver ganhos por peças superiores a 35% – infelizmente não sabemos qual é esse percentual -, sim; do contrário, as saída de “La Rebelde”, desde que em grande quantidade, podem suplantar eventuais perdas.

colocolo 006

colocolo 005

colocolo 004

A lição que tiramos disso tudo é que o mercadológico deve conviver, e não se sobrepor, ao ideológico. O Colo-Colo – sua parte social, pelo menos – está defendendo sua marca com base nas percepções da torcida – que é, de fato, quem a sustenta. Uma atitude que, esperamos, servirá de exemplo para que, das próximas vezes, as arquibancadas sejam ouvidas. Antes perder dinheiro (e nem nos parece que será o caso) do que perder o apoio do torcedor.

colocolo 007

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagens: Divulgação

Category: Marketing