#JuntosPelaPrimeiraLiga | Torcedor, a resposta à CBF está nas suas mãos

pl

Vamos aos fatos: para a alegria das federações estaduais – sobretudo a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro-FERJ -, a revolta dos torcedores e o espanto de ninguém, a CBF fez mais uma de suas “CBFices” e vetou a edição de estreia da Primeira Liga (Sul-Minas-Rio), em plena semana do pontapé inicial. As alegações? Uma série de questões jurídicas, estatutárias – o diabo. Todas prontamente refutadas pela própria Primeira Liga, que garante a realização do torneio mesmo assim, apoiada em cláusulas da Lei Pelé.

É evidente que essa intervenção (porque é uma intervenção) não visa a atingir somente a Primeira Liga, e sim qualquer outra tentativa de que os nossos clubes, quaisquer que sejam, organizem-se independentemente da CBF e das federações estaduais. “Torneio fora do nosso calendário? A gente veta.” – essa é a mensagem. Mas vamos deixar esses assuntos de bastidores nos bastidores. O que nos interessa, aqui, são os protagonistas dessa iniciativa: os torcedores de Cruzeiro, Atlético Mineiro, América Mineiro, Grêmio, Internacional, Coritiba, Atlético Paranaense, Avaí, Figueirense, Criciúma, Flamengo e Fluminense. E é a eles que deixamos um apelo.


Cruzeirenses, atleticanos e americanos; gremistas e colorados; coxas-brancas e rubro-negros; avaianos, alvinegros e aurinegros; flamenguistas e tricolores; explodimos de orgulho acompanhando a reação espontânea de vocês (respaldada por torcedores de outros clubes, diga-se) nas mídias sociais com a hashtag #JuntosPelaPrimeiraLiga. E, agora, pedimos que vocês levem essa mesma atitude, essa mesma energia, essa mesma certeza de que vocês são a causa e o efeito do jogo, para as arquibancadas. Por favor, lotem os estádio. E, em cada jogo, além de apoiarem suas camisas, protestem – com faixas, com bandeiras, cartazes, mosaicos, cantando, gritando, do jeito que der, sempre pacificamente. Pressionem seus clubes a tomar posições oficiais a favor de vocês e contra a CBF. Mostrem que, ao escolher o lado dela mesma, a CBF sempre estará errada. Façam desse torneio não apenas um sucesso, mas um marco.

Chegou a hora de vocês, torcedores. Passou da hora das torcidas, de todos os clubes, pegarem de volta o jogo que foi tomado nos corredores, ao som dos cochichos de acordos, arranjos, favores, jeitinhos. Agora não tem mais jeito. Precisamos de uma ruptura. Aqui não tem meio-termo: Futebol Marketing está contra a CBF e a favor da Primeira Liga, por um futebol brasileiro, independente e popular. Torcedor, assuma o protagonismo.





















Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagem: Divulgação

Category: MarketingMercadoRedes Sociais