Forbes aponta as franquias mais valiosas da MLS. Valor cresceu 400% em 8 anos

CARSON, CA - AUGUST 23:  Steven Gerrard #8 of Los Angeles Galaxy bumps Andrea Pirlo #21 of New York City FC during the second half at StubHub Center August 23, 2015, in Carson, California. (Photo by Kevork Djansezian/Getty Images)

A Forbes divulgou nesta semana a versão 2016 do seu estudo anual sobre os valores das franquias da Major League Soccer-MLS. Segundo a publicação, o valor médio de uma franquia é de US$ 185 milhões, crescimento de 18% em relação a 2015 e de 400% em relação a 2008 — época em que era necessário desembolsar “apenas” US$ 30 milhões para colocar um time na elite dos EUA; atualmente este valor é de US$ 200 milhões.

“Se a MLS fosse uma empresa de capital aberto, agora seria um bom momento para comprar.” Don Garber, comissário da MLS.

seattle-sounders-stadium-wallpaper

Líder absoluto das arquibancadas há várias temporadas, o Seattle Sounders encabeça a lista da Forbes, com valor estimado de US$ 285 milhões, algo próximo de franquias da National Hockey League-NHL. Convertido para os nossos reais, esse valor chega a R$ 912 milhões e, numa comparação com clubes brasileiros, deixaria o Sounders atrás apenas de Flamengo (R$ 1,49 bilhão) e Corinthians (R$ 1,42 bilhão) — de acordo com levantamento da BDO Sports Management.

Andrea Pirlo

Novas (e famosas) franquias da MLS, Orlando City e New York City, tiveram um papel importante neste crescimento, ao levar ídolos mundiais como Kaká, Andrea Pirlo (maior vendedor de camisas da atual temporada), David Villa e Frank Lampard para a terra do Tio Sam, gerando, consequentemente, grande interesse do público — nos estádios e na TV — e de patrocinadores.

Confira a lista:

01. Seattle Sounders –US$285 milhões
02. LA Galaxy — US$265 milhões
03. New York City — US$255 milhões
04. Toronto FC — US$245 milhões
05. Orlando City — US$240 milhões
06. Houston Dynamo — US$215 milhões
07. Portland Timbers — US$210 milhões
08. Sporting KC — US$195 milhões
09. New England Revolution — US$185 milhões
10. San Jose Earthquakes — US$180 milhões
11. NY Red Bulls — US$178 milhões
12. Chicago Fire — US$177 milhões
13. D.C United — US$155 milhões
14. Philadelphia Union — US$152 milhões
15. FC Dallas — US$150 milhões
16. Montreal Impact — US$135 milhões
17. Vancouver Whitecaps — US$128 milhões
18. Real Salt Lake — US$125 milhões
19. Columbus Crew — US$123 milhões
20. Colorado Rapids — US$110 milhões

orlando

Encerramos destacando o Orlando City, que tem como dono o empresário brasileiro Flávio Augusto da Silva e, em apenas dois anos operando na elite, obteve receita de US$36 milhões, com resultado operacional bruto de US$4 milhões. Nessa última temporada, estivemos em um match day dos lions e pudemos entender esse trabalho de sucesso.

Imagens: Divulgação

Raphael Lavor é publicitário, fanático por futebol, colecionador de camisas e trabalha na Klefer Marketing Esportivo.

Category: MarketingMercado