Copa do Nordeste 2016: saiba quanto cada clube pode ganhar

copa ne

Começa hoje (13) a edição 2016 da Copa do Nordeste, o maior e mais popular torneio regional do Brasil; e que está cada vez mais rico. É o que nos mostra a premiação geral do torneio, que saltou de R$ 11,14 milhões, em 2015, para R$ 14,82 milhões (aumento de 33%). Dos 20 clubes participantes, 16 já começam com R$ 505 mil nos cofres – as exceções são os clubes do Maranhão (Sampaio Correa e Imperatriz) e Piauí (Ríver e Flamengo), estados que estão em sua segunda participação desde a reorganização da “Lampions”, em 2013, e, por contrato, começarão a receber essa parte da premiação a partir de 2017.

ceara 1

Somando toda a campanha, o vencedor de 2016 pode faturar R$ 2,385 milhões, ou R$ 1,88 milhão, se for maranhense ou piauiense . Nos dois casos, a premiação é inferior aos R$ 2,74 milhões que o Ceará embolsou pelo título em 2015. Todas as demais cotas, porém, foram elevadas em relação à última edição, e o gap entre campeão e vice diminuiu de R$ 1,5 milhão para R$ 500 mil. Uma distribuição de recursos mais igualitária, que ajuda a viabilizar a disputa para todos os participantes – e a deixá-la mais atrativa para os representantes de Piauí e Maranhão. Confira os valores fase a fase:

Primeira Fase: R$ 505 mil para cada clube (exceto Piauí e Maranhão). Premiação total de R$ 8,08 milhões.

Quartas de final: R$ 430 mil para cada clube. Premiação total de R$ 3,44 milhões.

Semifinais: R$ 450 mil para cada clube. Premmiação total de R$ 1,8 milhão.

Vice-campeão: R$ 500 mil.

Campeão: R$ 1 milhão.

none

Existe, ainda, uma expectativa de “ganhos futuros” para o campeão, caso exerça o seu direito de participar da Copa Sul-Americana (leia-se: caso não se classifique paralelamente às oitavas de final da Copa Continental do Brasil). Em valores de 2014 e 2015 – haverá valorização, ainda não divulgada, para 2016 -, o torneio da Conmebol pagou um total de US$ 2,235 milhões (cerca de R$ 8,944 milhões) em prêmios para os campeões que entraram na disputa a partir da 1ª Fase. E o dono da taça ainda tem acesso à Copa Bridgestone Libertadores (que, neste ano, distribuiu US$ 400 mil por clube apenas na fase preliminar); às decisões da Recopa e da Sugura Bank, que premiam os vencedores com respectivos US$ 200 mil e US$ 300 mil; e, claro, à própria Sul-Americana, a partir das oitavas-de-final. Que um time da Copa do Nordeste possa fazer esse caminho? E por que não? É questão de acreditar. E jogar.

3

Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagens: Divulgação

Category: MarketingMercado