Atualização retrô: Sheffield Wednesday voltará a utilizar logo dos anos 1950

ozzie

Semanas após o Manchester City ter lançado, com total aprovação da torcida, uma nova identidade visual que resgata uma série de elementos da sua história, agora é a vez do Sheffield Wednesday buscar inspiração no seu passado. A partir da próxima temporada, os owls, que lutam pelo acesso à Premier League, voltarão a utilizar oficialmente o seu antigo logo, da era 1956-70.

sw 002

Nesta “nova” marca – que, curiosamente, jamais foi aplicada na íntegra em nos uniformes do clube, nem mesmo em sua primeira época de uso -, o Sheffield Wednesday recupera o símbolo da “Rosa de Yorkshire” e seu lema em latim, Consilio et Animias (“Sabedoria e Coragem”). A mudança foi requerida pelo proprietário do clube, o tailandês Dejphon Chansiri, que chegou ao lado azul-e-branco de Sheffield há pouco menos de um ano. Uma guinada inusitada, já que, nos últimos tempos, o que mais vimos foram dirigentes que, escondidos atrás de suas “grandes visões de mercado”, não se preocuparam em respeitar a história de seus clubes ou dialogar com os torcedores, como mostraram os desastrosos, e já revertidos, cases de “Cardiff City vermelho” e “Hull City Tigers”.


E já que falamos nos torcedores, a maioria deles recebeu a mudança como um sinal de que a diretoria do Sheffield Wednesday se interessa pela história do clube. E muitas das críticas à escolha – como, por exemplo, não havido uma consulta popular para ratificar a decisão – acabaram se dissipando dada a proximidade do 150º do clube, em agosto de 2017. A comemoração será na Premier League?




Thiago Zanetin tem 30 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagem: Divulgação

Category: Marketing