Perfil | Mauro Icardi, a nova imagem do futebol argentino

10914709_10152908106003463_1404351770955305074_o

Enfrentando dificuldades para renovar seu quadro de ídolos locais, o futebol italiano está se tornando especialista em “revelar” jovens boleiros estrangeiros com alto potencial midiático e comercial. Basta pensar em Paul Pogba, que, de desconhecido no Manchester United, tornou-se um dos símbolos da Juventus, sendo agora pretendido por meia Europa (e inclusive pelos próprios red devils). Outro que está seguindo a mesma estrada é o argentino Mauro Icardi, 21 anos, centro-avante da Internazionale.

10551462_10152952960608463_5195161306094606769_o

10929122_10152945075498463_1164729488542355485_o

Se dentro campo o rosarino – que teve até uma passagem pela La Masia, do Barcelona, antes de chegar à “Bota” via Sampdoria – divide com Giovanni Simeone (River Plate) e Paulo Dybala (Palermo), entre outros, o status de promessa da Argentina para a próxima Copa do Mundo FIFA , fora das quatro linhas ele já tem uma imagem destacada para marcas que o desejem, por exemplo, vestindo suas roupas ou calçando suas chuteiras.

Roupas e chuteiras, aliás, nos dão uma primeira explicação do sucesso que Icardi vem alcançando. Ao se tornar o maior vendedor de camisas da Internazionale, ele foi prontamente tirado da adidas pela Nike, fornecedora esportiva e parceira comercial neroazzurra, que fez dele o seu boleiro mais bem pago no calcio, acima dos mais experientes conterrâneos Carlitos Tevez e Gonzalo Higuain, e até do incontestável italiano Andrea Pirlo.

icardi kick

Dono de 100% dos seus direitos de imagem – caso raríssimo no mundo da publicidade boleira -, Icardi parece se posicionar entre os estilos de Eric Cantona, no campo, e Geroge Best, fora. Cantona porque, apesar de ainda não ter distribuído voadoras pelas arquibancadas, o jogador vive uma constante relação de amor e ódio com os torcedores interistas; não raro, eles discutem e se ofendem numa rodada e fazem as pazes na seguinte, ao som de gols. E Best porque o jogador sabe capitalizar a seu favor as polêmicas de que é protagonista. A maior delas envolveu, e ainda envolve, sua relação com a ex-esposa do também hermano Maxi Lopez, hoje no Torino. Encurtando: a ex de Maxi tornou-se a atual de Icardi quando ainda não era a ex de Maxi. Um “roubo” que até rendeu uma campanha para a Pepsi argentina, em que Icardi rouba tampinhas (pegou?) para participar de uma promoção da marca.

10959517_10152945070548463_2828812126184406165_n

Desbocado, autêntico, autônomo e, acima de tudo, matador, Mauro Icardi fez seu próprio valor de mercado saltar dos € 400 mil, pagos pela Sampdoria ao Barcelona, em 2012, para mais de € 30 milhões. Certamente, será a cara – e os pés – de muitas marcas e campanhas que ainda serão destaque no nosso Futebol Marketing.

Thiago Zanetin tem 29 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Com informações de: MD

Category: Marketing

Comentários