NASL | Crescimento extra-campo impulsiona FL Strikers nas arquibancadas

fls 1

No último final de semana chegou ao fim a Spring Season (1º turno) da North American Soccer League-NASL, a “Segundona” dos Estados Unidos. E embora o campeão tenha sido o New York Cosmos, o Fort Lauderdale Strikers também tem algo a comemorar: o clube praticamente dobrou sua média de público no Lockhart Stadium desde a Fall Season (2º turno) de 2014, saltando de 3.537 espectadores em nove jogos para 6.351 em cinco partidas.

Se comparado à capacidade total do estádio, que é de 20.450 espectadores, o número ainda é modesto, e representa apenas o sexto maior público entre os 11 clubes participantes. A evolução do FL Strikers, porém, foi a maior do período, batendo o já citado NY Cosmos (+1.804), Tampa Bay Rowdies (+1.399) e Atlanta Silverbacks (+1.009). Todos os demais decresceram – alguns modestamente, como o ainda campeoníssimo de assistência Indy Eleven (-65), e outros drasticamente, caso do Ottawa Fury (-1.159). O estreante Jacksonville Armada, que cravou a segunda maior do torneio (9.758), não entra nessa conta.

fls 5

Esse aumento de interesse “coincide” com a entrada do nosso Ronaldo Fenômeno na sociedade que controla o Fort Lauderdale Strikers. De carona na popularidade mundial do craque, o clube aos poucos muda de patamar, conquistando patrocínios de notoriedade (Nike, por exemplo) e acelerando seu processo de internacionalização nas Américas Central – por meio do elenco, que equilibra atletas estadunidenses e latinos, criando ídolos e focos de simpatia em comunidades nacionais específicas –; e do Sul, com os futuros amistosos contra Ponte Preta, no Brasil, e Boca Juniors, na Flórida.

Para os torcedores, todos esse crescimento é um fator de mobilização. O clube passa a ser um representante da cidade e, a partir daí, criam-se laços e o desejo de pertencimento, de “fazer e ser parte” do que está acontecendo. A cainhada do Fort Lauderdale Strikers rumo ao topo – assim como a trajetória da NASL, da MLS, enfim, do futebol nos EUA – ainda será longa. As arquibancadas, e tudo o que vem antes delas, porém, indicam cada vez mais que a direção está correta.

 

Thiago Zanetin tem 29 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagens: Divulgação

Category: Marketing

Tags: