Chile trocará PUMA por Nike após Copa América 2015

chi 2

Oito anos de contrato (mais especificamente até o final da Copa do Mundo FIFA 2022) e US$ 56 milhões nos cofres da Associacíon Nacional de Fútbol Profesional-ANFP. Esses são os principais termos do acordo que verá a Nike como fornecedora oficial do Chile, logo após a Copa América deste ano – que, como sabemos, será realizada no próprio país.

A marca do swoosh substituirá a PUMA, parceira da Roja desde o término do Mundial 2010, e que, de lá para cá, investiu “apenas” um total de US$ 11,5 milhões para vestir Valdívia, Sanchéz, Vidal e companhia. Under Armour (que trabalha com o Colo-Colo), adidas (Universidad de Chile) e a brasileira Penalty também foram superadas pela gigante norteamericana.

chi 3

Dessa forma, o Chile passa a ser o segundo país sul-americano da Nike, ao lado do nosso Brasil. EUA, França, Portugal, Holanda, Inglaterra, Coreia do Sul, Austrália, Croácia, África do Sul e Grécia, além da recém-resgatada Nigéria, são outras seleções de destaque no portfólio da marca.

Thiago Zanetin tem 29 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha sempre em ver as verdadeiras cores gialloblù da cidade brilhando Europa afora.

Imagens: Divulgação

Category: CamisasMarketingMercadoNegócios

Comentários