Spezia teve camisa histórica para retorno a Milão, após 70 anos

spezia abertura

Introdução histórica: entre 1943 e 45, com a Itália mergulhada na II Guerra Mundial, a já consolidada hierarquia boleira do país (divisões com promoção e rebaxiamento, e copa nacional) foi substituída pelos chamados campionati di guerra. Dentre todos, o mais emblemático e próximo da antiga Serie A foi Campionato Alta Italia 1944, que ocorreu na então República Social Italiana – uma divisão geográfica fascista da Bota, criada por Mussolini por influência de Hitler.

O torneio foi um conjunto de eliminatórias regionais, com semifinais interregionais e um triangular decisivo nacional. Os finalistas foram: Torino FIAT (que, na temporada anterior, dera início à sua fase de ouro, conquistando o scudetto e a Coppa Italia); Venezia (campeão da Coppa Italia 1940-41); e o azarão Vigili del Fuoco Spezia (uma fusão do antigo Sport Club Spezia com o corpo de bombeiros da cidade), que jamais disputara a Serie A.

As partidas aconteceram na Arena di Milano, em Milão, sobre risco iminente de bombardeios nazistas. E como em toda a grande fábula, quem levou a melhor foi o “time pequeno”: com o empate por 1×1 contra o Venezia e a surpreendente vitória por 2×1 frente ao Torino FIAT, o Spezia sagrou-se campeão italiano. Numa Itália que não deveria ter existido, mas existiu. Um título que jamais foi homologado, mas ganhou reconhecimento honorário oficial em meados dos anos 2000.

spezia 7

Por que estamos contando toda essa história? Simples: ontem (15), 70 anos depois, o já Spezia Calcio, que faz um campeonato apenas modesto na Serie Bwin (Segundona) voltou a Milão, palco da sua grande conquista. Mais especificamente ao estádio San Siro, para enfrentar o Milan, pelas oitavas de final da TIM Cup. E, além dos seus mais de 7.000 torcedores, levou a campo uma releitura da sua camisa campeã.

O manto, que é assinado pela Lotto, foi criado em parceria com associações de torcedores dos aquilotti, trazendo inúmeros patches comemorativos e o logo antigo da AC Spezia. O manto não será comercializado e todas as peças utilizadas na partida serão leiloadas em benefício de 11 instituições de caridade. Tudo para atender ao conceito 11 maglie per 11 cuori (11 camisas para 11 corações).

spezia 1

spezia 2

spezia 3

spezia 4

spezia 5

spezia 6

Ah, sim: o jogo acabou em 3×1 para o Milan. Nicola Ferrari marcou o gol spezzino já nos acréscimos. Não seriu para mudar a história de ontem. Mas que reviveu aquela de sete décadas atrás, não temos dúvidas.

Imagens: Il Secolo XIX (1); Divulgação/Spezia Calcio (2 a 8)

Category: CamisasMarketing

Comentários

  1. Gosto de história, e quando envolve esporte, fico mais interessado ainda, bela história.

  2. Thanks for your nice article about Spezia. Hope to see the team in Serie A soon!