Real Madrid 2013-14: lucros em alta com recorde de receitas

madrid

Dentro de campo, a 19ª Copa del Rey e a décima UEFA Champions’ League. E nas finanças, lucro líquido pós-impostos de € 38,5 milhões (aumento de 4,4% em 12 meses), com a receita-recorde de € 603,9 milhões (alta de 10,9%) e decréscimo de 21% na dívida total. Esses foram os principais números do Real Madrid na temporada 2013-14 – desconsiderando-se as movimentações da recente janela de verão.

A base para a construção desse resultado está nas cifras do que o clube define como “exploração” – ou, grosso modo, ativações diversas. Ao todo, foram, € 550 milhões (5,5% a mais em relação a 2012-13), compostos por: marketing (32%); direitos de TV (30%); sócios e estádio (25%); e amistosos e competições internacionais (13%, sendo que apenas o título na Champions’ representou € 57,4 milhões dessa porcentagem).

bale

Os maiores investimentos dos merengues em 2013-14 ficaram por conta das contratações: € 191,2 milhões. O montante, porém, foi “financiado” pelos € 102 milhões obtidos com vendas de jogadores durante a temporada, chegando a um gasto real de € 89,2 milhões (quase 25% a menos do que o clube despendeu no verão de 2014-15). Outros € 15,4 milhões foram usados para a melhora estrutural das instalações para as categorias de base, alojamento e, sobretudo, manutenção do estádio Santiago Bernabéu, que, além do match day, representa uma grande fonte de ganhos com turismo.

Imagem: Divulgação

Category: MarketingMercado