Kit Supplier Report 2014 | Marcas e vendas no mercado de camisas da Europa

loja

Nesta semana, a REPUCOM (líder global em marketing esportivo e pesquisa), em parceria com a britânica PR Marketing, publicou a mais nova edição do seu Kit Supplier Report, levantamento sobre o mercado de camisas nas cinco principais ligas nacionais europeias durante a temporada 2013-14. Como era de se esperar, adidas e Nike dominam completamente o cenário, com quase 50% do total de fornecimentos. A seguir, trazemos os números e as nossas expectativas.

united

Somados, os 98 clubes dos campeonatos inglês, espanhol, alemão, fracês e italiano venderam quase 13 milhões de peças. A ampla maioria dos negócios foi realizada na Barclays Premier League: 5.140.000 unidades, fornecidas por oito marcas, sendo que adidas (9) e Nike (4) detêm 65% do mercado. Esse percentual deve mudar já a partir deste ano, graças à entrada da Umbro, que “roubou” dois contratos das gigantes – Hull City e Everton, respectivamente -, e também ao crescimento de Warrior (Liverpool e Stoke City) e da PUMA, que perdeu o rebaixado Cardiff City mas adicionou os recém-promovidos Leicester City e Burnley ao seu portfolio de elite. Outra drástica alteração acontecerá em 2015-16, quando a adidas ativará seu acordo de fornecimento com o Manchester United.

james

Bem atrás dos ingleses (40% a menos), vem a Liga BBVA, com 3.099.500 unidades. Também aqui a prevalência foi das rivais Nike e adidas, que controlaram 45% dos fornecimentos e tiveram entre seus contratos clubes de apelo global, como Barcelona e Atlético de Madrid (swoosh), e Real Madrid (marca das três listras). Também aqui o cenário deve sofrer alterações, já que a adidas reatou sua parceria com o Valencia, tendo, enfim, um “segundo clube” de apelo.

bayern

Em terceiro lugar aparece a 1. Bundesliga, com 2.323.000 de unidades. Adidas e Nike detiveram a maioria dos contratos (seis e cinco, respectivamente), mas, claramente, a marca das três listras obteve maior vendagem, já que forneceu (e continua fornecendo) para clubes como Bayern, Schalke 04 e Hamburgo. Outra “empedidora” de crescimento da swoosh é a PUMA, que fornece para o popularíssimo Borussia Dortmund. A gigante norte-americana, porém, terá mais clubes no portfolio em 2014-15 e pode reagir quantitativamente.

david luiz

Em crescimento, a Ligue 1 superou por pouco a Serie A TIM: 1.220.000 unidades contra 1.177.00 dos italianos. Em termos de share, foram os dois mercados mais equilibrados do estudo, já que nenhuma marca deteve mais do que três contratos. Entre os franceses, a Nike levou clara vantagem, por fornecer para o (já nem tão) novo rico Paris Saint-Germain, domínio que deve aumentar nesta temporada, com a chegada do cada vez mais popular Monaco.>/p>

roma

As perspectivas da swoosh são boas também pelos lados da “Bota”, com a ativação do seu milionário acordo com a Roma, que deve assumir protagonismo de vendas ao lado de Internazionale e Juventus, e o complemento de clubes como Hellas Verona e Atalanta. Para 2015-16, porém, a bola tende a ficar com a adidas, que terá justamente a Vecchia Signora em seu portfolio, ao lado do Milan.


Imagens: Divulgação

Category: CamisasMarketingMercado

Comentários

  1. Quanto a ligue 1 a adidas fornece pro Olimpique de Marseille e Saint Etienne, se não me engano 2 clubes com grande torcida na França, fora o Lyon. Eu acho que isso equilibraria mais as vendas com a nike na França.

  2. E isso mesmo vinicius na França Olimpique e Saintetiene são os mais populares e a partir do ano que vem com a ativação do MU E JUVE pela adidas vai da até dó da nikezinha!