Gesto antissemita de Anelka pode afastar patrocinador do West Bromwich

anelka

derby em Londres (Arsenal x Fulham) e o choque entre os gigantes Chelsea e Manchester United. Mas a partida mais quente ficou hoje (20), no estádio The Hawthorns, onde, ao que tudo indica, o West Bromwich receberá o Everton em clima de inevitável despedida: ou sai Nicolas Anelka, ou sai o patrocinador máster do clube, o site imobiliário Zoopla.

A polêmica começou em 28 de dezembro de 2003, no empate por 3×3 entre os baggies e o West Ham. Autor de dois gols, o artilheiro francês resolveu comemorar um deles fazendo o gesto de la quenelle, criado pelo comediante Dieudonné M’Bala M’Bala, seu compatriota, amigo e notório ativista antissionista (contrário à afirmação judia, em linhas gerais).

Dessa forma, aquilo que, nas palabras de Anelka, deveria ser uma “homenagem”, foi encarado por muitos (nós, inclusive) como um ato, voluntária ou involuntariamente, antissemita – ou seja, de ódio contra judeus. E entre estes está Alex Chesterman, judeu e coproprietário do Zoopla, que declarou à imprensa inglesa que cancelaria o aporte ao West Bromwich caso o atleta participasse da partida desta segunda-feira.

Zoopla-West-Brom-Kit-12-13

Se a ameaça foi para valer, saberemos logo mais. De antemão, porém, afirmamos que o cancelamento do máster de camisa seria trágico para o West Bromwich. Além de não receber integralmente o £ 1,5 milhão correspondente a 2013-14, o clube perderá muito em visibilidade, já que sua relação com a Zoopla é a 10ª em share of mind no futebol inglês.

Anelka que nos desculpe, mas um acordo de colaboração como esse vale muito mais do que os seus, até agora, dois gols em dez jogos pelos baggies. Se fôssemos dirigente do clube, prestigiaríamos o patrocinador. Mesmo que isso se revele prejudicial à equipe em sua luta contra o rebaixamento. Afinal, na pior das hipóteses, melhor ir para a Segundona (Sky Bet Championship) com uma imagem de primeira.

Imagens: Divulgação

Category: Marketing

Comentários

  1. Caso muito complicado, mas acho que uma “geladeira” (deixar de ser escalado por algum tempo) no Anelka seria o suficiente, senão fosse a drástica atitude do patrocinador.