Fundo petroleiro de Abu Dabi deve renomear Santiago Bernabéu por 20 anos

bernabeu 1

Nem Coca-Cola, nem Microsoft, nem Emirates. De acordo com a imprensa internacional, o Real está próximo de ceder os naming rights do Santiago Bernabéu ao IPIC – International Petroleum Investment Company, fundo controlado pela família real de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo o diário espanhol Marca de hoje (21), quem deve somar (e não substituir) seu nome ao do estádio é a CEPSA – Compañía Española de Petróleos, multinacional que compõe o IPIC portanto. O acordo será de 20 anos e vai rechear os cofres merengues com uma cifra – ainda não confirmada – entre € 450 milhões e € 500 milhões; ou seja, de € 22,5 milhões a € 25 milhões por temporada.

bernabeu 2

Conforme Futebol Marketing repercutiu já em setembro de 2013, o acordo de naming rights é fundamental para financiar a reformulação do velho Bernabéu, num projeto que, entre outras facilidades, contempla: teto retrátil; estacionamento subterrâneo com 600 vagas; e um complexo de 12.250 metros quadrados entre o estádio e a destacada Avenida Castellana. Tudo para que o Real, além de aumetar o ticket médio dos seus eventos, reforce sua posição turística em Madrid.

Imagens: Divulgação

Category: MarketingMercadoNegócios