Figueirense reestrutura programa de sócio-torcedor

fig2

Com cerca de 10 mil associados adimplentes, o Figueirense planeja conquistar 5 mil novas adesões (ou seja: um crescimento de 50% em seus quadros) nos próximos dois meses. E para sustentar uma meta tão ousada, o clube reestruturou boa parte do seu programa de sócio-torcedor.

A primeira mudança esta no nome da iniciativa, que passa a se chamar Esquadrão de Aço Alvinegro. Novas nomenclaturas, também, para os planos de acesso integral ao Orlando Scarpelli: Furação Alvinegro (Setor A), Maquina do Estreito (Setor B) e Somos Alvinegros (Setor C), todos vinculados ao Movimento Por Um Futebol Melhor e com respectivas mensalidades de R$ 120,00, R$ 80,00 e R$ 60,00. Em caso de adesão familiar, apenas o titular paga o valor total.

Buscando atingir (e mobilizar) torcedores menos assíduos, o clube criou uma modalidade que, por R$ 18,00 mensais, dá preferência na aquisição de ingressos, com 60% de desconto para o Campeonato Catarinense Chevrolet e 50% em partidas do Brasileirão.

torcida-figueirense-2

Com essas medidas, o Figueirense espera promover, também, a importância do sócio-torcedor em seu faturamente anual. Atualmente, o programa é a terceira maior fonte da receita alvinegra, atrás de patrocínios e direitos de transmissão. Para 2014, o clube espera contar com um orçamento de R$ 48 milhões.

Imagens: Divulgação (1); Meu Figueira (2)

Category: Marketing