#Copa2014 | Heineken pede que patrões dos EUA dêem folga aos funcionários

usa

O futebol nunca foi tão popular nos Estados Unidos quanto nesta Copa do Mundo FIFA 2014. Além da grande mobilização pelas ruas (fruto, em grande parte, da excelente campanha “For Club and Country”, desenvolvida pela Major League Soccer-MLS), os três jogos dos americanos no Grupo G superaram as audiências televisivas das decisões de NBA e MLB, com share nacional inferior apenas ao do Super Bowl.

E, mesmo assim, muitos fanáticos correm o risco de não assistir às oitavas de final contra a Bélgica, nesta terça-feira (1º de julho). Isso porque, devido ao fuso horário Brasil-EUA, a maioria dos yankees estará no trabalho. Para resolver o caso, a Heineken lançou a ação #BrazilianNoShow, em que o CMO da cervejaria, o português Nuno Teles, desafia patrões de todo o país a dar folga aos seus funcionários. As participantes podem ativar a hashtag da ação no Twitter e, claro, ganhar cervejas para animar a “soccer hour”. Boa ideia, não?

Imagem: Joe Petro/Orlando City SC

Category: Marketing