Contra desmandos, identidade do Luton Town está nas mãos da torcida

luton

O Cardiff City mudou sua cor, do azul para o vermelho, e seu símbolo, de bluebird a red dragon, porque segundo seu proprietário, o malaio Vincent Tan, essa identidade deixa o clube mais atraente a patrocínios e receitas do mercado asiático. Também em busca de internacialização, o egípcio Assem Allam esforça-se para alterar o centenário nome do Hull City para “Hull Tigers” – no melhor estilo franquia de american sports.

Para evitar esse tipo de (bem intencionado?) desmando, o consórcio proprietário do Luton Town, que está em vias de retornar ao futebol profissional, concedeu à associação de torcedores Trust in Luton o direito legal de vetar qualquer mudança na imagem do clube. Ou seja: eventuais novos nomes, apelidos, cores, logos, mascotes, e tudo mais o quanto houver, só serão adotados pelos hatters com ampla aprovação das arquibancadas.

E a primeira decisão já está sendo tomada. Desde a última sexta-feira (14), os torcedores votam sobre como será a próxima camisa do Luton, se laranja ou branca. Dúvidas de que, qualquer que seja a decisão, o produto atenderá com mais precisão aos desejos dos consumidores? Essa é a lógica prncipal.

Imagem: Divulgação

Category: Marketing