#BuiltForMLS | Campeão de público na “Série C”, Sacramento busca elite dos EUA

As condições para se obter uma franquia na Major League Soccer-MLS são muitas, mas, grosso modo, as principais exigências são: mobilização da praça local em torno do clube; e perspectivas de crescimento, tanto financeira quanto estruturalmente (leia-se: estádio). Dois conceitos que aproximam muito o Sacramento Republic FC, estreante-sensação da USL PRO, a terceira liga estadunidense, da elite no futuro.

sacramento

Vamos começar pelo envolvimento local. Os republicans possuem uma das maiores médias de público fora da MLS: 11.842 torcedores em 12 jogos como mandante. E em apenas nove jogos, a soma dos espectadores de seus jogos já chegava a 112.748, superando o recorde anterior do Orlando City (118.107). Resultados que começaram a ser construídos nas arquibancadas do campo de football Hughes Stadium, e, desde junho, continuam em progressão no Bonney Field, seu próprio estádio, com capacidade para 8 mil pessoas.

sacramento 2

Já o crescimento financeiro atende pelo nome de Kevin Nagle. Grande empresário do setor de benefícios farmacêuticos e proprietário do Sacramento Kings, da NBA, ele foi um dos principais responsáveis pela obtenção da franquia na USL PRO e, em entrevistas recentes à mídia estadunidense, declarou-se pronto para levar o clube à MLS, como sócio majoritário. Seus principais concorrentes, por enquanto, são a cidade de Las Vegas, o projeto de David Beckham para Miami (que busca a viabilização de um estádio) e, extraoficialmente, o San Antonio Scorpions, da NASL. Será?

Imagens: Divulgação

Category: MarketingMercadoNegócios