Bahia trocou Nike por Penalty. E parceria já foi a campo

bahia penalty 004

Já se sabia desde setembro, mas apenas ontem (30 de novembro), o Bahia anunciou a Penalty como sua nova fornecedora esportiva, substituindo a Nike. E a ativação foi das melhores: estreia do uniforme titular com vitória contra o Grêmio (1×0), na Itaipava Arena Fonte Nova, que mantém o tricolor vivo na luta contra a Segundona.

A marca brasileira, assim, retorna ao clube após quase uma década – o primeiro vínculo foi de 1995 a 2004. De acordo com o Bahia, o valor do novo contrato, que é válido por quatro anos, é duas vezes maior do que o praticado com a swoosh (estimamos R$ 4 milhões no total), e o fato de a Penalty possuir sua fábrica em Itajuípe, no interior do Estado, vai facilitar a logística, sobretudo nas lojas oficiais, e diminuir alguns custos para a torcida. Indicativo de que a relação do “esquadrão” com a Netshoes, sua gestora de e-commerce, também foi desfeita.

bahia penalty 002

Outro ponto positivo, sempre segundo o Bahia, é que a Penalty terá uma operação dedicada ao clube, com modelos exclusivos – diferente, por exemplo, da “camisa Freiburg-Barcelona”, e de algumas outras – e grande variedade de produtos, como uniformes femininos (inclusive de goleiro), kit infantil (a partir de 2 anos), braçadeira de capitão e material completo, igual ao dos jogadores.

bahia penalty

Imagens: UOL (1); Divulgação (demais)

Category: CamisasMarketingMercadoNegócios