Qual o valor de marca dos nossos clubes?

No último domingo (12), a BDO RCS Auditores Independentes divulgou a quinta edição do seu relatório anual sobre o atual valor de marca dos maiores clubes do nosso futebol.

Com seis novas bandeiras em relação à última publicação – Goiás, Náutico, Avaí, Figueirense, Ponte Preta e Portuguesa -, 23 no total, o estudo considera variáveis como: histórico financeiro dos clubes (2003-12); arrecadação (consolidada entre receitas de marketing, estádio, sócios e mídia); pesquisas com torcedores e seus hábitos de consumo; marketing esportivo; e dados sócio-econômicos das diferentes praças.

Clique para aumentar

Avaliado em R$ 1.108 bilhões, o Corinthians lidera o ranking com mais de 25% de vantagem sobre Flamengo (R$ 855,4 milhões) e São Paulo (R$ 848,2 milhões). Bem atrás, em quarto, vem o Palmeiras, beirando os R$ 500 milhões. Quinto no geral, com R$ 412,9 milhões, o Internacional é o mais bem colocado da região sul – e está à frente até do Santos, que, mesmo com Neymar, ainda não rompeu a barreira dos R$ 400 milhões. Atual campeão brasileiro, o Fluminense é apenas o 11º, valendo R$ 170,2 milhões.

Nos duelos regionais, destaque para as ultrapassagens do Atlético Mineiro sobre o Cruzeiro – respectivos nono e décimo colocados, com R$ 214,9 milhões e R$ 202,8 milhões, pela ordem -, e do Coritiba (13º, R$ 92,4 milhões) sobre o Atlético Paranaense (14º, R$ 89,1 milhões). Entre os estreantes, o Náutico (20º) está prestes a superar o Sport (19º), enquanto Figueirense (21º) e Avaí (22º) aparecem separados por quase R$ 6 milhões.

Clique para ampliar

Em valorização absoluta, a ponta também é do Timão, que cresceu R$ 546,2 milhões de 2009 para cá. Completam os dez primeiros: São Paulo (R$ 296,3 milhões), Flamengo (R$ 287,3 milhões), Santos (R$ 242,3 milhões), Vasco da Gama (R$ 201,4 milhões), Internacional (R$ 182 milhões), Grêmio (R$ 145,9 milhões), Atlético Mineiro (R$ 123,1 milhões), Palmeiras (R$ 76,8 milhões) e Cruzeiro (R$ 63,9 milhões).

Finalmente, em termos de macromercado, as perspectivas são mais do que positivas. O valor total consolidado dos clubes em 2013 é de R$ 6,06 bilhões – 9% superior ao estudo de 2012, 69% decrescimento nos últimos cinco anos.

Imagens: Lancenet (1); Reprodução (2 e 3)

Category: MarketingNegócios

Tags:

Comentários