Itaipava adquire naming rights da Arena Fonte Nova

Nas últimas horas, o Consórcio Fonte Nova Participações anunciou a Itaipava – marca de cerveja do Grupo Petrópolis – como primeira detentora de naming rights da Arena Fonte Nova, em Salvador.

Válido até 2023, o contato renderá R$ 10 milhões por ano, cujo lucro mensal será dividido entre a administradora e o Governo Estadual da Bahia – e deverá ser “suspenso” durante a Copa das Confederações e a Copa do Mundo FIFA, já que a entidade não reconhece acordos deste tipo em suas competições.

Além de dar nome à mais nova casa do futebol baiano, a Itaipava terá exclusividade na venda de cerveja (claro) e produtos como isotônicos e energéticos. A ativação acontecerá já neste final de semana, no Ba-Vi de batismo da Arena.

Imagem: Nilton Souza

Category: MarketingMercadoNegócios

Tags:

Comentários

  1. Como um site “especializado”, vocês deveriam saber que já está proibido citar a Itaipava em ambos eventos da FIFA. Como vcs colocam “deverá ser suspenso”. A FIFA tem acordo com a Ambev (mais precisamente, Bud) para ambos eventos. Informem-se!

  2. Olá, Ricardo.

    Se você diz que a FIFA tem um acordo com a Ambev (realmente tem) e nós dizemos que o acordo de “naming rights” com o Grupo Petrópolis (um concorrente direto) “deverá ser suspenso”, onde está a desinformação?

    A FIFA tem seus próprios patrocinadores e nossas arenas, além de sedes de jogos, serão grandes espaços para a exibição dos próprios parceiros da entidade.

    Se o “naming owner” não for parceiro da FIFA, evidentemente não será citado. E se a FIFA não foi parte negociadora do contrato – ou seja, se não recebe pelo acordo – ela, como dona do evento, tem o poder de vetar a menção de uma marca “estranha” ao seu portfolio, no mercado de bebidas e em qualquer outro.

    Portanto, mesmo que a FIFA não tivesse um acordo com a Ambev, a Itaipava não seria citada.

    Grande abraço e continue conosco.

  3. Essa FIFA manda em tudo mesmo!! pobre futebol Brasileiro depois dessa pìfia COPA, :Restarà ao nosso povo iludido e manipulado pelo governo e a mìdia sensacionalista que tem todo interesse, por que sò esses vão levar todos os lucros juntamente com a toda poderosa Federação Internacional de Futebol . Viva o Brasil do faz de conta!!!!!!!!!!!!!!

  4. Você foi altamente redundante na informação, coisa que eu já sei e por isso bati nesta tecla. Não “deverá ser suspenso”, ele SERÁ suspenso. Isso que me apeguei e resolvi comentar. A FIFA só citaria a Itaipava caso ela fosse sua parceira, não sendo (e mesmo se não tivesse o acordo com a Ambev), ela não seria citada também.