Fora da Champions, Tottenham registra prejuízo. Mas não é um drama

Mesmo tendo sido um dos clubes com maior faturamento no mundo em 2012 (178,2 milhões, segundo relatório da Deloitte), o Tottenham anunciou, na última semana, um prejuízo de de £ 4,3 milhões para a temporada 2011-12 – mais de 85% de perdas em relação ao exercício de 2010-11, quando o clube lucrou £ 700 mil.

O mau resultado se deve, principalmente, à ausência dos Spurs na atual UEFA Champions’ League, que já dura dois anos – além, claro, do desinteresse com que os londrinos disputaram a última UEFA Europa League, sendo eliminados ainda na fase de grupos e perdendo a chance de embolsar milhões em prêmios conforme avançasse no torneio.

Apesar do déficit, as perspectivas são boas para o Tottenham. Sob comando do português André Villas-Boas o clube já é o terceiro colocado na Barclays Premier League e faz boa campanha na atual Europa League (competição que o treinador conquistou com o Porto, há dois anos). Fora de campo, a evolução das receitas comerciais, de patrocínio e hospitalidade são animadoras, e devem ser potencializadas quando o novo estádio Northumberland Park, que terá capacidade para 58 mil espectadores, estiver em funcionamento.

Category: MarketingMercadoNegócios

Tags: