Fluminense reduziu seu déficit em mais de R$ 30 milhões em 2012

Quando, no ano passado, em plena “ressaca” pelo tetra no Brasileirão, divulgou-se que o Fluminense registraria um déficit de R$ 5 milhões para as contas de 2012, a notícia pegou muita gente de surpresa.

Três meses depois, o balanço oficial tricolor realmente confirma: o ano fechou no vermelho em Laranjeiras – mas o quadro é bem menos dramático. Aliás, pode-se até dizer que os resultados inspiram otimismo: de 2011 para cá, as perdas caíram de R$ 34,135 milhões para (agora consolidados) R$ 3,716 milhões, ao passo que as receitas líquidas – ajudadas pelas conquistas, além da boa campanha na última e então Copa Santander Libertadores – saltaram de R$ 77,382 milhões para R$ 144,029 milhões.

Números que poderiam ter sido ainda melhores caso o clube não tivesse que arcar com um montante tão grande de ações trabalhistas e impostos atrasados – que compõe sua única dívida não-administrável: somente em 2012, o Fluminense quitou mais de R$ 32 milhões de seu passivo trabalhista e, nos últimos dois anos, pagou quase R$ 24 milhões em tributos. De todo modo, a manter-se este crescimento, 2013 pode ser o ano definitivo para que a mistura de grená, branco e verde resulte, finalmente, em azul.

Imagem: Divulgação

Category: MarketingNegócios

Tags: