Estudo mostra que ocupação média dos nossos estádios não chega a 22%

Especialista em business sport e economia, a Pluri Consultoria publicou hoje (23) um estudo sobre as taxas de ocupação dos estádios no Brasil, que considera as últimas temporadas completas dos campeonatos estaduais de 2013 (exceto Roraimense e Amapaense) e nacionais de 2012. E os resultados são alarmantes.

Os 30 torneios em questão levaram às arquibancadas um total de 15,2 milhões de torcedores. Pouquíssimos, se considerarmos que, somados, nossos estádios podem receber até 70 milhões de espectadores. Ou seja: 21,8% de ocupação média, com 54,8 milhões de ingressos não vendidos.

Dentre os (possível) destaques desse cenário, estão: o Brasileirão da Série A 2012, com quase 40% de ocupação; e o Campeonato Mineiro 2013, o estadual mais assistido do País, com 28,7% de seus campos ocupados. As surpresas negativas são os tradicionais Bahiano (18º lugar, com 12,3%), Carioca (19º, 11,9%), Cearense (20º, 10,9%) e Gaúcho (23º, 9,7%); todos eles perdem para a nossa semiprofissional Série D nacional (13º, 14,8%).

Confira o ranking detalhado:

Imagens: Edgard Maciel de Sá, via GE.com (1); Reprodução (2)

Category: Marketing

Comentários

  1. Os novos estádios que oferecem comodidade aliada à modernização, porém os altos preços dos ingressos têm escorraçado com o torcedor, principalmente aqueles que não fazem parte do sócio torcedor. Somado ao pouco fanatismo por parte de algumas torcidas, não tem lotado os mesmos.

  2. não vou a estadios e com esses preços absurdos nunca irei moramos em um pais ond maior parte da população ganha um salário minimo de esmola como um pai de familia vai pagar r$100 ou mais para ir a um estadio!