Rapid Bucareste pede insolvência e pode falir

Bandeira branca no futebol da Romênia: incapaz de arcar com suas dívidas, o tradicional Rapid Bucareste – um dos maiores campeões do país, com 20 títulos entre liga, copa e supercopa – apresentou, na última semana, um pedido de insolvência. Ante-sala de uma falência voluntária, a medida visa conservar ao menos a marca do clube, que corre agora risco de desfiliação profissional.

O clube, que hoje enfrenta perdas anuais na casa dos € 5 milhões, teve sua quebra “construída” nos últimos quatro anos, quando investiu muito acima de suas possibilidades em busca de títulos e exposição continental. Temporada vai, resultado não vem, a situação começou a ficar insustentável neste ano: devendo meses de salários, taxas de transferências e impostos, o Rapid, após o vice-campeonato na Copa da Romênia (seu melhor resultado nesse período), classificou-se para os play-offs da atual edição da UEFA Europa e teve sua premiação bloqueada por não cumprir as regras de Fair Play Financeiro da entidade europeia.

Caso a falência do Rapid Bucareste se confirme, será a segunda no futebol romeno em menos de dois anos – o “pioneiro” da estatística foi o FC Unirea Urziceni, em julho de 2011. E pode não ser a última: de acordo com a imprensa local, Dinamo Bucareste, Petrolul Ploiesti, Brasov, Universitatea Cluj-Napoca, Turnu Severin e Gloria Bistrita também têm seus futuros ameçados.

Imagens: FC Rapid Bucureşti

Category: MarketingMercado

Tags: