Os “padrinhos” do Calcio

Numa publicação do jornal italiano La Gazzetta dello Sport, um importante assunto foi abordado de forma bastante diferente: a crise do futebol italiano. Seja graças a Moratti, Agnelli ou Berlusconi (proprietários de Inter, Juventus e Milan respectivamente), eles são os únicos que ainda investem forte no calcio.

Segundo o diário, os presidentes de Milan, Juventus, Inter, Udinese, Fiorentina, Napoli, Sampdoria, Genova e Palermo, somam perdas de mais de 2 bilhões de euros em injeção de capital. Mas, ao contrário do que acontece hoje na Premier League, os clubes faturam menos e, os bilionários presidentes, estão deixando de colocar tanto dinheiro em suas paixões.

Nos últimos anos, apenas a Lazio tem sido vista como modelo de administração. Desde que Lolito assumiu 67% do clube romano através da sociedade Lazio Events, o clube alcançou 80 milhões de euros de superávit em oito temporadas.

A dúvida que fica é por qual razão estes ricos presidentes aceitam continuar perdendo tanto dinheiro por vários anos consecutivos e onde irão parar os clubes se o tal Fair Play Financeiro da UEFA vier mesmo a ser uma realidade.

Imagem: Reprodução

Category: MercadoNegócios

Tags: