Nike | Conheça o “uniforme de guerra” do Vitesse

No último final de semana, o tradicionalmente amarelo-e-preto Vitesse, um dos destaques da temporada na Eredivise – a elite holandesa -, mudou as cores do seu uniforme para homenagear os 68 anos da Batalha de Arnhem, ocorrida durante a II Guerra Mundial.

Mas, antes de falarmos sobre o kit – criado pela Nike – é preciso entender o seu contexto histórico.

A Batalha de Arnhem integrou a operação Market-Garden, cujo objetivo era conquistar as pontes dos principais rios da Holanda – ocupados por nazistas – para transpor o Reno e invadir a Alemanha.

Puxada principalmente pela cavalaria aérea britânica, foi justamente em Arhnem (terra do Vitesse) que ela começou a fracassar, pela não-conquista da ponte principal da cidade.

Apesar da resistência, a Primeira Divisão Aerotransportada Britânica foi completamente destruída. Estima-se que, entre mortos, feridos e desaparecidos, as tropas Aliadas tenham registrado mais de 17.000 perdas – número próximo ao de baixas no Dia D.

Foi em reconhecimento a quem lutou para libertar a sua cidade que o Vitesse adotou, ainda que pontualmente, as cores azul e vermelha dos aviões britânicos, e também o emblema do “cavalo alado”.

Outra curiosidade é a inserção do slogan No Bridge Too Far – “Não há pontes distantes”, em tradução-livre – que, além de adequado ao momento histórico, foi adotado pelo clube como posicionamento para esta temporada.

O novo uniforme do Vitesse será utilizado pela segunda e última vez neste meio de semana, contra o VV Gemet, pela Copa da Holanda. Posteriormente, todos os conjuntos serão leiloados, com arrecadação revertida para instituições de caridade.

Imagens: Vitesse

Thiago Zanetin (@th_dellascala) tem 26 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, espera ansiosamente pelo dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite italiana.

Category: CamisasMarketing

Tags: