Jogadores do XV de Piracicaba poderão ganhar até R$ 1 mil por ponto marcado no Paulistão

Após sofrer até a última rodada para garantir sua permanência no Paulistão Chevrolet deste ano, o tradicional XV de Piracicaba planeja uma campanha bem diferente em 2013, ano do seu centenário. E para motivar seus boleiros, o clube estabeleceu metas de produtividade, que pondem render bônus de R$ 1.000 por atleta a cada ponto marcado.

Vai funcionar assim: os 19 compromissos do “Nhô Quin” serão divididos em seis fases de três partidas cada – com exceção da última, que terá quatro jogos. Os jogadores ganharão a bolada se conquistarem pelo menos três pontos por etapa, recebendo proporcionalmente caso excedam a meta – ou seja: 4 pontos valem R$ 4.000; 5 pontos, R$ 5.000 etc.

Esse método, porém, deve ter seu risco-retorno calculado na ponta do lápis, já que a média dos últimos cinco anos aponta que um número seguro para a permanência na elite paulista é de aproximadamente 19 pontos – um a menos em relação aos 18 que o XV alcançaria se seus jogadores cumprissem apenas o mínimo estipulado para as premiações.

Imagem: Divulgação

Thiago Zanetin (@th_dellascala) tem 27 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, espera ansiosamente pelo dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite italiana.

Category: MarketingNegócios

Tags:

Comentários