Estados Unidos podem sediar edição especial da Copa América em 2016

A Copa América nos Estados Unidos da América. Este é o presente que a Conmebol quer se dar em 2016, no centenário da sua fundação – e também do torneio.

A entidade sul-americana trata com a CONCACAF a realização de um torneio “temporão”, que aconteceria entre as edições de 2015 (no Chile) e 2019 (ainda sem sede), e reuniria, além dos donos da casa, as dez confederações reconhecidas pela Conmebol, o México e outras quatro seleções das Américas do Norte e Central.

Ainda que nada tenha sido oficialmente confirmado, pelo menos duas questões já vêm à tona. Primeira: a perspectiva de um torneio de maior visibilidade em 2016, num mercado que respira sport business, não depreciará a edição de 2015, no Chile? E segunda: as seleções darão a devida importância – em termos de ações, patrocínios e exposição de seus melhores jogadores – a um torneio que “atravessará” as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018?

Imagem: Divulgação

Thiago Zanetin (@th_dellascala) tem 27 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, espera ansiosamente pelo dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite italiana.

Category: MarketingMercadoNegócios

Tags: