Confira como foi o primeiro dia do Footecon 2012

Por Alex Campos

Idealizado por Carlos Albertos Parreira, o Footecon, fórum internacional de futebol, chega ao seu 9ª ano em 2012. O evento realizado no Copacabana Palace neste ano teve como novidade a divisão em dois dias, já que aumentaram a carga horária de palestras.  Com a chegada da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos no Brasil, o Footecon é considerado a cereja do bolo dos eventos esportivos, contando com diversos empresários, patrocinadores, jogadores e técnicos de futebol, que discutem diversas melhorias para o desenvolvimento do esporte bretão.

 Parreira iniciou os trabalhos ao lado da Secretária Estadual de Esporte e Lazer, Márcia Lins, os dois falaram sobre a importância do crescimento do evento e sobre a repercussão cada vez maior do seminário esportivo nos veículos de comunicação. Segundo o treinador campeão mundial com a seleção brasileira, o Footecon em breve poderá firmar uma parceria com a Confederação Brasileira de Futebol, e assim sendo discutido em outras épocas do ano.

 Muitos assuntos foram abordados no primeiro dia de seminário, entre eles: marketing esportivo, a modernização das estádios,  o preço dos ingressos, a paixão do torcedor, e a melhoria da medicina esportiva. Além disto, no final do dia ainda teve uma sessão de cinema, chamada de cinefoot, sendo exibidos: Gaúchos  Canarinhos e Mário Filho – O Criador das Multidões.

Marketing Esportivo no Evento

A palestra do publicitário Fábio Fernandes, Sócio-presidente e Diretor de Criação da F/ Nazca Saatchi & Saatchi, trouxe à tona a paixão e o marketing esportivo. O publicitários deveras vezes premiado trouxe 6 campanhas publicitárias e um case de marketing logo no início da sua conversa. Depois mostrou o crescimento da Classe C em números e atentou para o que é de fato o marketing “ é o diálogo com o nosso consumidor”, Fabio endossou que para ele a profissionalização do esporte se daria com três itens:

1-    Fim das Torcidas Organizadas

2-    Fim do amadorismo nos clubes de futebol

3-    Fim da Politicagem

A polêmica do dia:

Na palestra oportunidade de negócios nos novos estádios brasileiros, o Eduardo Antonini, presidente da Grêmio Empreendimentos no biênio 2011-2012, período da Construção da Arena da Grêmio, disse que não entender  como a nova Arena do Grêmio não será sede da Copa do Mundo 2014.

“Deveríamos ter nos preocupado mais com as cidades-sede e deixar os estádios pelas iniciativas privadas. Infelizmente, perderemos uma oportunidade” disse Eduardo.

Category: FooteconMarketingNegócios

Tags: