Cidades-sede lançam seus cartazes oficiais para a Copa do Mundo de 2014

Aos poucos, a comunicação da Copa do Mundo FIFA 2014 vai ganhando cara e jeito de Brasil: ontem (25), nossas 12 cidades-sede apresentaram seus cartazes oficiais para a divulgação das partidas que receberão durante o evento.

FutebolMarketing.com.br traz para uma explicação resumida sobre cada arte – a partir das informações disponíveis no Portal da Copa, do Governo Federal. Qual deles você acha que tem mais a ver com cada cidade?

São Paulo: cosmopolita, a imagem reflete uma metrópole onde milhares de pessoas vivem, se emocionam, comemoram e respiram o futebol, que está presente nas ruas, nos edifícios e no ar.

Rio de Janeiro: em um gesto descontraído, a silhueta e a bola formam um coração, no centro de várias camadas que expressam os aspectos da cidade – a praia, a montanha, o Pão de Açúcar, o mar e o céu. Criação dos designers Julia Gostkorzewicz e Eduardo Leichner.

Belo Horizonte: as imagens que decoram o exterior da Igreja de São Francisco de Assis (no conjunto da Pampulha) ganham vida, unindo-se em sobreposições para formar os pentágonos de uma bola.

Porto Alegre: um atleta chutando a bola e a imagem da Usina do Gasômetro representam a grandeza e o legado que o evento deixará para a cidade. As pessoas ao fundo simbolizam a paixão do porto-alegrense pelo futebol.

Curitiba: símbolo da cidade e do Paraná, a araucária se ergue para o infinito, como uma taça de luz – um verdadeiro brinde ao futebol.

Salvador: tendo como fundo a vista da Baía de Todos-os-Santos, o Elevador Lacerda – cartão-postal da boa terra, aqui transformado em trave -, revela, do alto de suas torres, a integração da cidade e seus pontos turísticos.

Recife: um “jogador de frevo” mostra todas as cores e movimentos que vão tomar a cidade durante o mundial.

Natal: a cidade abraça a Copa com o verde de suas matas, o amarelo de suas areias e o azul de seus mar – representados pelo Morro do Careca, na marcante Praia de Ponta Negra.

Fortaleza: lançada a partir do Castelão, uma bola carrega os principais símbolos da cidade, com texturas e traços que remetem, ao mesmo tempo, à sua modernidade e às suas tradições.

Cuiabá: o tuiuiú, ave símbolo do Pantanal, vôa enquanto um jogador faz a bola – que traz o mapa do Mato Grosso em seu gomo central – correr pela cidade, para a vibração de toda a gente.

Brasília: estilização da Catedral – uma das obras que simbolizam a cidade e um ícone arquitetônico mundial – com cores que reforçam as múltiplas etnias da sociedade brasileira e remontam à presença dos cinco continentes na Copa.

Manaus: duas araras vermelhas pousadas sobre uma trave de futebol mostram que, no coração da maior floresta tropical do mundo, somos todos torcedores por natureza.

Imagens: Portal da Copa

Thiago Zanetin (@th_dellascala) tem 27 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, espera ansiosamente pelo dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite italiana.

Category: Marketing

Tags:

Comentários

  1. Gostei dos cartazes das cidades de Curitiba, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza, Rio de Janeiro, Cuiabá, e Manaus.

    Porto Alegre: além de feio é mal feito;
    Belo Horizonte: não entendi o significado e é feio também;
    São Paulo: ficou bonito e original, porém colocar a bola de futebol com as cores da bandeira da Argentina, é dose
    .

  2. A de Manaus é a mais linda de todas, apesar da minha querida Recife, a de Salvador, Fortaleza, Rio, BH e Curitiba também estarem legais. As outras deixaram a desejar. Essa de Natal que lambança!! Parece que fizeram um print screen do morro do careca e colocaram no cartaz, quanto amadorismo. Eu moro na cidade e tô de olho, quero só ver se será sub sede mesmo, só vejo as obras do estádio que aliás, está bem atrasada, as outras obras a serem feitas na cidade nem começaram. Essa cidade não tem jeito mesmo!!