West Ham está próximo de vencer a disputa pelo Olympic Stadium

A futura casa do West Ham (Foto: artofthestate.co.uk)

O Olympic Park Legacy Company anunciou, na tarde da última sexta-feira (11), que o West Ham United tem a preferência para gerir o Olympic Stadium após os Jogos Olímpicos de Londres, que acontecerão no próximo ano. Os hammers disputavam a concessão com o Tottenham. A decisão, agora, precisa ser confirmada por autoridades da prefeitura e governo de Londres – algo que, segundo o informativo Telegraph, deve acontecer nos próximos dias, sem maiores complicações.

A vitória (praticamente certa) do clube de Newham foi definida por seu comprometimento em manter o estádio como um local apto à prática de atletismo após as Olimpíadas, uma das principais reivindicações do comitê organizador dos jogos. O West Ham se comprometeu a conservar a pista de atletismo e os 60 mil assentos modulares, que representam 75% da futura capacidade do estádio; como legado para o esporte, o Tottenham pretendia somente manter uma parte destes lugares (cerca de 25 mil lugares), sob a alegação de que uma pista atlética era dispendiosa e pouco lucrativa.

O aspecto orçamentário também foi determinante: enquanto o West Ham previa um montante de €90 milhões para a reforma do Olympic stadium, o Tottenham falava numa cifra em torno de €250 milhões – compreensível, em face das alterações que o clube pretendia fazer, mas muito superior. Por fim, ouviu-se o clamor dos esportivos: enquanto a maioria dos fãs do West Ham apoiou a mudança de Upton Park desde o início, os hotspurs ficaram furiosos com a possibilidade de trocar o bairro de Tottenham pelo de Strattford, local do novo estádio.

Thiago Zanetin (@th_dellascala) tem 25 anos e trabalha como redator publicitário na Babenko. Fanático seguidor do Hellas Verona, espera ansiosamente pelo dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar nas séries maiores.

Category: Marketing