Futebol Espanhol – Entre a glória e a crise

(Foto: Jamie McDonald/Getty Images Europe)

O futebol espanhol vive sem dúvidas o seu maior tempo de glórias e conquistas na história. A seleção principal é atual campeã da Eurocopa e da Copa do Mundo. Além disso, suas seleções de base -sub-21 e sub-19 – foram recentemente campeões europeias.

(Foto: Laurence Griffiths/Getty Images Europe)

O maior time do mundo atualmente também é espanhol, afinal o Barcelona dos últimos anos já pode ficar na história como um dos maiores times que o mundo já viu, e dos poucos clubes que podem superá-lo no momento, está o também espanhol Real Madrid.

(Foto: WardLarson)

Ai pode-se perguntar, onde está a crise?

Na atual situação política/econômica da Europa, a Espanha é um dos países mais afetados. Com isso, diversas empresas deixaram de investir no futebol por analisar que não teriam o retorno esperado e muitas delas por realmente não ter mais a disponibilidade de gastar milhões e milhões com sua imagem ligada ao esporte.

Neste começo da temporada 2011/2012, grandes clubes como Atlético de Madrid, Villarreal e Sevilla, estão sem o seu patrocínio máster na camisa, pois as empresas estrangeiras se afastaram do país, e as nacionais atravessam a mesma crise. Isso torna a distância entre os dois gigantes, Barcelona e Real Madrid, ainda maior, já que estes recebem grandes valores com seus patrocinadores e, também, com os direitos de transmissão dos jogos. Nem o novo rico Málaga está livre, já que seu patrocínio é apenas um acordo sem fins lucrativos.

(Foto: Reprodução)

Com este cenário, é possível dizer que o futebol espanhol atravessa um dos momentos mais peculiares de sua história, sendo olhado como o mais glorioso esportivamente e um dos mais terríveis economicamente.

 

Category: Negócios